Geral

Estudante esfaqueado por “colega” na esquina de escola passa por cirurgia e segue internado em Sorriso

O jovem, de 18 anos, passou por uma cirurgia de drenagem de tórax, por conta do acúmulo de líquido no pulmão, ontem, no Hospital Regional de Sorriso. De acordo com informações da direção da unidade médica, ele segue internado com estado clínico estável e com um dreno para retirada de líquido. Ainda não há previsão de alta.

Ele foi esfaqueado nas costas por um estudante, 15 anos, na esquina da escola onde estudam, na última terça-feira, no bairro Rota do Sol. O estado estado de saúde do filho era considerado grave. Após ter sido golpeado ele recebeu atendimento na UPA e foi liberado, mas voltou a passar mal e foi levado para o hospital, onde segundo pai dele foi constatado que um dos golpes teria perfurado o pulmão, provocando uma hemorragia interna.

Logo após a confusão a diretora da escola, Graziele Cristina Rott, informou, ao Só Notícias, que as divergências entre os estudantes teriam começado na semana passada após o agressor que é estudante do 6º ano, ter desrespeitado uma funcionária. “O outro aluno que é do 2º ano do ensino médio não gostou e chamou a atenção dele pedindo para respeitar a funcionária. Eles acabaram discutindo e nós chamamos os dois para conversar. Eles se encontraram bem na esquina da escola e discutiram novamente. O adolescente estava com uma faca e atingiu as costas do outro, depois foi embora. O jovem conseguiu entrar na escola, chamamos a polícia e também o Corpo de Bombeiros que o encaminhou para a UPA”, explicou, ontem.

Ainda segundo Graziele, “apesar de ter ofendido a funcionária ele nunca tinha tido comportamento agressivo, era muito educado. Só percebemos que ele andava muito nervoso nos últimos dias. Vamos nos reunir com o conselho para tomar uma decisão do que deve ser feito em relação a esse caso, mas deve cumprir o regimento da escola. Entretanto, não confirmou se nesse caso cabe a expulsão do aluno.

Conforme Só Notícias já informou, ontem, o secretario de Saúde, Luís Fábio Marchioro, confirmou, por meio da assessoria, que afastou, definitivamente a médica da Unidade de Pronto Atendimento, que atendeu e liberou o jovem atingido com as facadas nas costas.

Ainda segundo a assessoria, ela era contratada, estava no primeiro dia na UPA, e não deve mais voltar  trabalhar na unidade. “O secretário pediu desculpas à família do jovem e tomou essa atitude para que situações como essa não voltem a ocorrer”.

Redação Só Notícias com Lucas Torres, de Sorriso (foto: divulgação/arquivo)