Geral

Equipes começam a definir calendário para coleta de entulhos no próximo ano em Sorriso

O calendário de coleta de entulhos para 2020 e as ações para o fim de 2019 começaram a ser definidos. A comissão de limpeza urbana de Sorriso decidiu pela permanência do calendário durante as festividades de fim de ano. “Não teremos intervalos na coleta”, explica o secretário de Governo, Marlon Zanella. Além disso, outra novidade é a implantação de ecopontos de coleta em locais estratégicos. Zanella explicou  que esses locais ainda estão em análise. “A intenção é fortalecer a consciência ambiental da nossa população e buscar o comprometimento em cumprir o calendário e coibir práticas que possam levar à transmissão de doenças”, ressalta.

Implantando em abril de 2017, o calendário de coleta de entulhos é realizado pela secretaria de Obras e Serviços Públicos e atende atualmente 100 bairros em oito ciclos anuais. São recolhidos móveis e eletrodomésticos velhos e resíduos sólidos oriundos da limpeza de jardins, como folhas e restos vegetais que possam ofertar riscos à saúde. Esses resíduos devem ser acomodados preferencialmente em sacos com capacidade de até 60 quilos e não mais bags.

Não são coletados entulhos provenientes de podas de árvores e restos de construção civil e resíduos industriais que devem ser levados pelo próprio morador no Depósito de Resíduos Sólidos do Município. Outro alerta é para o período que o entulho deve ser disposto para coleta. O ideal é acompanhar o calendário para dispor.

De acordo com o coordenador do Núcleo de Ações Integradas (NAI), Maurici Alves, diariamente são coletadas cerca de 30 cargas de entulho. Com o início do período chuvoso nos meses de setembro e outubro ocorreu um aumento de 40% do volume coletado. “Temos observado esse aumento todos os anos. Ele é causado pelas próprias condições climáticas, com o início das chuvas e dos ventos muitos galhos acabam caindo”, explica.

Além do trabalho de coleta, o Núcleo realiza os serviços de limpeza de bocas de lobo de forma coordenada com os agentes comunitários de saúde, que apontam as situações mais graves. No entanto, a população pode e deve informar sobre locais que necessitem de ação de limpeza emergencial. Basta ligar para a secretaria de Obras.

Cabe destacar que assim que o terminar a atuação em cada setor, entra em ação a equipe do Núcleo Integrado de Fiscalização (NIF), que poderá notificar e até multar quem colocar os resíduos sólidos, por exemplo, antes do período correto da coleta. O mesmo vale para quem for flagrado depositando folhas ou lixo nas bocas de lobo.

Redação Só Notícias (foto: assessoria/arquivo)