Geral

Empresa aguarda reintegração de posse de fazenda invadida no Nortão

Pode ser julgado ainda esta semana o recurso de uma indústria madeireira de Sinop pedindo reintegração de posse da Fazenda Continental 3, localizada no município de Claudia ( 60km de Sinop). A área, de mil alqueires, foi invadida no último dia 18 por cerca de 60 famílias ligadas ao Movimento dos Sem Terra.
O recurso foi ajuizado há poucos dias na Comarca de Claudia e estaria prestes a ser julgado.

“Nossa área é produtiva. 80% do total da área tem plano de manejo sustentável para retirada de matéria prima (Itaúba, Cedro, Angelin, Garapeira e Amescla)
para nossa indústria madeireira”, disse o empresário José Eduardo Pinto, proprietário da empresa e da fazenda.

Eduardo disse discordar da forma com que está sendo conduzido o processo de desapropriação. Já foi assinado decreto pelo presidente Lula, autorizando o INCRA- Instituto de Colonização e Reforma Agrária- a desapropriá-la para fins de reforma agrária.

Para ocupar a área de forma legal as famílias teriam que aguardar o INCRA cumprir outras etapas do processo burocrático e definir os lotes para cada família.
A indústria madeireira aguarda decisão de reintegração de posse para que possa voltar a extrair madeira da área.