Geral

Empaer faz diagnóstico participativo em assentamentos da região

As mais de 1.400 famílias que estão sendo atendidas pelo Projeto de Assessoria Técnica, Social e Ambiental à Reforma Agrária (ATES) pela Empaer (Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural), já começaram a elaborar os diagnósticos participativos nos assentamentos.

“A comunidade elenca quais são as dificuldades que tem, como infra-estrutura, habitação, social, quais são os pontos positivos e negativos”, relata a chefe Regional da unidade em Sinop, Selma Prado. “As famílias relatam o que eles querem e o que pode ser implantado no assentamento, com a consciência da comunidade”, complementa.

Na última sexta-feira, a equipe fez o diagnóstico no assentamento em Sorriso, e no sábado, no Cedro Rosa, em Nova Ubiratã. Nesta quinta-feira, a equipe se deslocará para o Rio Borges, em Itanhangá, na sexta-feira em Borgone, de Ipiranga, e no sábado, em Marcelândia. Na próxima semana a equipe fazer o levantamento em Juara e Novo Horizonte.

Durante a realização do projeto também serão realizados capacitações sobre processos de comercialização e industrialização, crédito rural com os assentados, que serão acompanhadas por assistentes sociais, que trabalharão a educação alimentar, com orientações sobre a organização familiar e social.

O projeto tem como objetivo fazem com que as comunidades possam ter auto gestão, garantir alternativas simples, práticas e objetivas, que promovam a capacidade produtiva da terra e o esforço da família rural, permitindo o acesso a alimentos básicos de qualidade e em quantidade suficiente para a manutenção da família.

Em todo o Estado são 27 mil assentados sendo atendidos, em 42 municípios, com mais de R$9 milhões de recursos, durante 37 meses.