Geral

DNIT começa identificar excesso de cargas após implantar balança na BR-174 em Mato Grosso

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) informou que fez do dia 13 até ontem à tarde, a fiscalização de 22 carretas e caminhões. Desses, 9 estavam com cargas acima de 48,50 toneladas, que é o limite permitido para trafegar na rodovia federal, no segmento localizado entre os municípios de Castanheira, Juruena e Colniza. “Foi feita a pesagem, mas não gerou multa nos casos de excesso de peso, pois o trabalho está sendo realizado de forma orientativa nesse primeiro momento”, consta nota encaminhada pelo órgão.

A balança móvel foi implantada para coibir cargas das carretas e caminhões que estão fazendo o transporte de animais, grão e demais produtos na região. A fiscalização é executada pelos agentes de trânsito do DNIT, com o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

A portaria do DNIT regulamentando circulação de veículos pesados na BR-174 entrou em vigor no dia 13. Conforme o documento, está proibido o tráfego de veículos com o Peso Bruto Total Combinado (PBTC) acima de 48,50 toneladas.

O DNIT esclareceu ainda que o segmento ainda não foi implantado e as condições adequadas de trafegabilidade ocorrerão somente após a efetiva construção da rodovia, que não está sob a responsabilidade do governo federal.

Só Notícias/Cleber Romero (foto: assessoria/arquivo)