Geral

Diretor de escola culpa PM por ação desastrada que resultou na morte de criança

Dor, revolta e indignação. Esses foram os sentimentos que permearam a reação das pessoas que testemunharam a tragédia ocorrida na manhã de hoje no Jardim das Flores. A maioria acredita que o caso poderia ter sido evitado se houvesse mais cuidado dos responsáveis pela simulação do GOE – que terminou 12 pessoas e a morte do menor Luis Henrique, 12 anos (veja link abaixo).

O professor Adevaldo Carvalho, diretor da Escola Municipal Princesa Isabel, localizada no Jardim das Flores, não escondia a revolta. Cinco das vítimas, incluindo o garoto que morreu, eram alunos da escola. Conforme o professor, a comunidade está perplexa e inconformada com a ação da PM.

“Achamos que foi uma falha da Polícia Militar. Aliás, a simulação era completamente desnecessária e inadequada, até porque estamos realizando lá uma campanha visando conscientizar as pessoas sobre a importância do desarmamento. Não há como descrever a dor que estamos sentindo neste momento”, disse Adevaldo Carvalho.

O presidente da Câmara Municipal, Ananias Filho, que também acompanhava a programação no Jardim das Flores, se disse chocado com a tragédia. Ele ajudou a prestar socorro às vítimas e cobrou medidas visando a apuração de responsabilidades.

“O que aconteceu aqui foi gravíssimo. Atender as vítimas e seus familiares é uma obrigação, como o é a apuração das circunstâncias que ocasionaram essa tragédia. A Câmara Municipal está atenta e exigirá a elucidação do caso e a punição rigorosa dos responsáveis”, adiantou Ananias Filho.

Até o vereador Mohamed Zaher, que está licenciado e em viagem à Síria, se manifestou sobre o assunto. Em nota enviada à imprensa, Zaher ele lamentou o ocorrido e reforçou o apelo dos colegas pela apuração imediata do caso.

O governador Blairo Maggi deve chegar à Rondonópolis no início da tarde, acompanhado do secretário Carlos Brito. Os dois, e também o prefeito Adilton Sachetti, deverão conceder entrevista coletiva à imprensa. O local e o horário da entrevista ainda não foi definido.