segunda-feira, 27/maio/2024
PUBLICIDADE

Defensoria Pública denuncia tortura de presos no Estado

PUBLICIDADE

A Defensoria Pública encaminhou um pedido de providências ao juízo da 2ª Vara da Comarca de Campo Novo do Parecis sobre possível caso de tortura contra presos da cadeia do município. No dia 14 deste mês, a defensora Jacqueline Gevizier Nunes Rodrigues recebeu a denúncia do pai de um preso. Ele informou que o filho havia sido transferido da cadeia do Rio Branco, colocado no isolamento e agredido por agentes prisionais.

Acompanhada do delegado Luiz Henrique Damasceno e mais três investigadores, a defensora foi até a cadeia de Campo Novo do Parecis averiguar a denúncia e constataram que quatro reeducandos estavam no isolamento. Nesta averiguação foi constatada que eles haviam recebido jato de gás de pimenta, que atingiram os olhos e parte dos corpos.

A defensora declarou que o cheiro de gás de pimenta era tão forte que ela mal conseguia falar ou ficar de olhos abertos, isso no corredor que antecede o isolamento.

Conforme Jacqueline, também na cela de isolamento foi observada a ausência completa de luz natural e artificial. Eles ainda estavam sem roupas, divididos em quatro metros quadrados com apenas dois colchões. Dois deles apresentavam lesões corporais e foram encaminhados para exame de corpo delito.

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

Unemat abre inscrições para contratação de professores em campus

A Unemat publicou edital de abertura de contratação temporária...

Duas carretas tombam em trechos distintos de rodovia estadual em Sorriso

Dois tombamentos de carretas foram registrados, em menos de...

Apostadores de Cuiabá e Sinop ganham prêmios na loteria

O apostador de Cuiabá foi contemplado, no final de...
PUBLICIDADE