Geral

Conscientização e fiscalização serão as armas contra as queimadas

O período de proibição de queimadas em Mato Grosso começa hoje e vai até 15 de outubro. A intenção da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) é reduzir neste ano em pelo menos 15% o número de focos de calor registrados no ano passado.

Para o trabalho de combate às queimadas e a conseqüente redução no número de doenças respiratórias comuns desta época do ano, principalmente em crianças e idosos, a Sema quer intensificar o trabalho de conscientização da população, além que disponibilizar instrumentos técnicos de fiscalização.

Na fiscalização, os servidores da Sema e a Defesa Civil que trabalham em todo o Estado contam com o auxílio do satélite NOOA-12 do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). As imagens captadas são lançadas para os computadores da secretaria e acompanhadas 24 horas.

Desde que intensificou a campanha de combate às queimadas com base na educação ambiental, o trabalho desenvolvido pelo Estado de Mato Grosso conseguiu que os índices nos número de queimadas fossem reduzidos em mais de 48% nos últimos 12 meses.

Com exceção da queima da cana-de-açúcar, toda queimada é proibida nesta época, inclusive lixo doméstico. “Temos todas as armas técnicas para combater os incendiários, mas uma delas também é muito importante: a conscientização. Com ela as coisas estão mudando e esperamos que continue, principalmente pelo bem à saúde de crianças e dos idosos”, afirmou o superintendente da Defesa Civil, tenente-coronel Arilton Azevedo Ferreira.

O desrespeito ao período de proibição acarretará multas, que chegam até R$ 5 mil reais por hectare, e até mesmo a prisão.
Os números para denunciar a prática de queimadas são: 0800-653838; 193; (65) 3051-9110 e 9281- 4494.