Geral

Condenado a 27 anos de prisão padrasto que estuprou criança em Sorriso

O juízo da Segunda Vara Criminal de Sorriso, Anderson Candiotto, condenou Rudson Pereira dos Santos a 27 anos de prisão por praticar atos libidinosos e estuprar a enteada de apenas 8 anos. O crime foi descoberto em março do ano passado.

O magistrado, na sentença, levou em consideração o laudo pericial que apontou ruptura himenal e laceração do ânus, além do depoimento da criança perante a equipe forense de psicologia. Ela disse que o padrasto, durante a noite, ia até o seu quarto enquanto a mãe dormia e praticava os abusos.

Posteriormente, a mãe flagrou o ex-companheiro no quarto da criança, que estava chorando e chamou a polícia. O exame de corpo de delito constatou que a menina estava machucada em suas partes íntimas e pescoço.

Candiotto considerou para o agravamento da pena o número de vezes em que os abusos ocorreram e de ter sido praticado em plena pandemia, que obrigou a vítima a permanecer em quarentena junto com o agressor.

A sentença ainda cabe recurso, mas o acusado continuará preso.

Só Notícias/David Murba/Lucas Torres de Sorriso (foto: Só Notícias/Lucas Torres)