Geral

Chuvas deixam Guarantã do Norte em estado de calamidade de pública

Os municípios de Guarantã do Norte e Novo Mundo estão sendo castigados pelas fortes chuvas das últimas semanas. O nível dos rios aumentaram muito e pelo menos cinco pontes -de pequeno e médio porte- que proporcionam acesso de comunidades rurais a Guarantã rodaram. Alguns moradores serão obrigados a utilizar outras estradas.

As chuvas também estão deixando rodovias em péssimo estado. A que liga Guarantã do Norte a Novo Mundo ficou coberta pela água, por algumas horas, ontem. Em um determinado ponto, carros não passavam. Na linha 38, um ônibus do transporte escolar ficou atolado por mais de 10 horas até que chegasse socorro. Entre trechos de rodovias estaduais dentro do município de Guarantã e estradas vicinais, há cerca de mil km para serem recuperados.

“Parece que nunca choveu tanto aqui em Guarantã como agora”, disse ao Só Notícias, o prefeito José Humberto, que desde 25 de fevereiro decretou estado de emergência no município e avisou a Defesa Civil. “Precisamos de maquinários para arrumar as rodovias. O que temos na prefeitura está em mau estado e não dá para fazer o serviço de recuperação das estradas”, disse o prefeito. Ele pediu apoio do Governo do Estado para recuperar os maquinários. “Conversei inclusive com o chefe da Casa Civil manifestando minha preocupação com a situação das rodovias. Nada foi negado, mas estamos dependendo de resolver questões burocráticas para solucionar problemas”, acrescentou.

Hoje, técnicos da Defesa Civil começam a vistoriar Guarantã do Norte, Novo Mundo, Colíder e Juara e verificar as condições de rodovias e pontes.

Uma equipe da prefeitura deve começar, ainda esta semana, a refazer as pontes de madeira que rodaram.