Geral

Cenipa aponta como indeterminada queda de helicóptero em MT com mais de R$ 6 milhões em cocaína

O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), classificou em seu reporte final, como indeterminada a queda do helicóptero Robinson R44, em Poconé (102 quilômetros de Cuiabá) com 278,51 quilos de cloridrato de cocaína avaliados em R$ 6,9 milhões, no último dia 1 desse mês. A aeronave foi fabricada em 2016 e o peso máximo de decolagem era 1134Kg. Não consta no registro o local da última decolagem nem do pouso pretendido.

O histórico da ocorrência aeronáutica informa que “a aeronave foi encontrada abandonada em uma área fora de aeródromo, com alguns danos em sua estrutura e contendo em seu interior alcaloide cocaína, na forma de sal solúvel em água, com massa bruta total de 278,51kg. Posteriormente a isso, o piloto da aeronave foi detido pelas autoridades policiais. A aeronave teve danos substanciais. O tripulante teve lesões leves”.

No dia da ocorrência o Grupo Especial de Fronteira (Gefron) foi acionado pela Polícia Federal em apoio, após a aeronave ser vista e levantar suspeita de tráfico internacional de drogas. Quando se aproximaram das coordenadas, encontraram o helicóptero caído. Buscas foram realizadas num raio de 10 quilômetros, mas ninguém foi localizado. Segundo a polícia, o prejuízo ao crime organizado é de R$ 7,3 milhões contando com a droga e aeronave.

Posteriormente, conforme Só Notícias já informou, o terceiro sargento do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro, suspeito de pilotar helicóptero preso após ser localizado na região de mata onde ocorreu a queda.

Só Notícias/David Murba (foto: assessoria)