Geral

BRs-163 e 364 têm tráfego normal em MT após bloqueio parcial de cargas; milhares manifestam apoio a Bolsonaro

A concessionária Rota Oeste informou, no final da tarde, que não há mais registro de bloqueio da passagem de caminhões carregados com diversos produtos como ocorreu, durante o dia, em determinados trechos das duas rodovias federais, no manifesto nacional que marcou o Dia da Independência e o apoio ao governo do presidente Bolsonaro.

Em Rondonópolis, um dos trechos de maior movimentação, houve interdição de pista no Trevão, desde o período da manhã, com manifestantes parando carretas e caminhões carregados. Os que estavam com cargas vivas e perecíveis trafegaram normalmente, assim com veículos, ônibus, motos.  A concessionária registrou um incidente com um caminhão prancha “que tentou furar bloqueio e foi apedrejado”.

Em Cuiabá, em frente a um posto, houve manifestação com faixas e bandeiras e interdição de pista, “por breve período, sendo liberada após a chegada da viatura da PRF”.

Em Nova Mutum, houve interdição, à tarde, nos dois sentidos da 163 e se estendeu por algumas horas.  Em Lucas do Rio Verde o tráfego também foi interrompido, nos dois sentidos, para carretas e caminhões.

Em Sorriso, a Rota constatou que a manifestação ocorreu com faixas e bandeiras, às margens da rodovia, e à tarde não houve interdição de pista.

Em Sinop, por volta de 12h30, houve um bloqueio temporário de pista, no Alto da Glória, para que os manifestantes cantassem o Hino Nacional e a pista liberada em seguida. Houve concentração de centenas de sinopenses às margens da rodovia com faixas, bandeiras e pneus. Não houve registro de veículos parados bloqueando a pista.

Em Matupá e Guarantã do Norte também houve manifestos mas sem bloqueios.

Conforme Só Notícias já informou, além da concentração às margens das rodovias, milhares de mato-grossenses estiveram na comemoração do Dia da Independência em Cuiabá, Várzea Grande, Sinop, Rondonópolis, Sorriso, Lucas, Mutum, Guarantã, Matupá, Primavera do Leste, Cáceres, Barra do Garças dentre tantas outras manifestando também apoio ao presidente Bolsonaro, com criticas a determinadas decisões, relativas a liberdade de expressão, de alguns ministros do STF e reforçando apoio ao voto impresso.

Os organizadores ainda devem divulgar um balanço com a estimativa de público nas principais cidades mato-grossenses.

Só Notícias (fotos: Só Notícias e divulgação)