Geral

Audiência pública debaterá medidas para combater criminalidade em Sinop

As principais deficiências da segurança pública em Sinop serão debatidas em uma audiência pública, no próximo dia 26. Entre os assuntos estão falta de efetivo, viaturas, implantação do Centro Integrado de Operações de Segurança, de vigilância eletrônica monitorada (câmeras de video), do centro de detenção provisória e unidade prisional feminina.

O secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Carlos Brito, confirmou participação nas discussões ontem, em uma audiência com o deputado Dilceu Dal Bosco, que organiza o evento.

A segurança pública tem sido alvo de críticas e muitas cobranças nos últimos meses em Sinop. Além da falta de efetivo das polícias, problema que persiste há anos, ainda enfrentam falta de viaturas. Das 19 viaturas disponibilizadas para a Polícia Militar, apenas quatro estão funcionando, conforme Só Notícias informou hoe. Ações para combater assaltos e furtos em residências e estabelecimentos também devem ser cobradas.

Um dos anúncios que deve ser feito pelo secretário Carlos Brito é a instalação da unidade prisional com capaceidade para cerca de 80 mulheres, ao lado da penitenciária Ferrugem. No mesmo prédio será agregado o Sistema Prisional Semi-aberto para menores. A atual cadeia feminina seria transformada em delegacia da mulher.

O local e horário da audiência ainda serão definidos.