Geral

Apenas dois bancos de Sorriso cumprem lei das filas

Fiscais do Procon e uma equipe do Ministério Público de Sorriso realizaram recentemente a fiscalização nas agências bancárias do município com o intuito de ver quais delas haviam cumprido a notificação expedida pelo promotor Marcos Brant Gambier da Costa. O promotor cobra o cumprimento da lei federal que assegura atendimento prioritário à pessoas portadoras de deficiência, lactantes, gestantes, pessoas com crianças de colo e idosos.Também notifica sobre o cumprimento da lei municipal 1041, de 2002, que estipula o tempo máximo de espera dos clientes nas filas de atendimento (20 minutos).

Segundo o coordenador do Procon de Sorriso, Joel Martins de Almeida, a exigência de atendimento prioritário é respeitada por todas as agências. Já no que diz respeito ao tempo na fila, apenas duas agências estavam conseguindo atender no prazo previsto.

Os maiores problemas foram detectados no posto da Caixa Econômica Federal e na agência do Banco do Brasil, talvez por serem de maior movimento. “Mas todos estão tentando se adequar, pelo que apuramos”, afirmou ele. O relatório final será enviado ao MP para que possa apreciar e definir quais as próximas medidas a serem tomadas.

Para verificar o tempo de permanência nas filas, o MP recomendou que fossem disponibilizadas senhas aos usuários, onde constasse o horário de retirada da senha e na hora do atendimento, essa senha fosse carimbada, especificando assim o tempo que levou a operação.

Sorriso dispõe das seguintes instituições bancárias: HSBC, Bradesco, Banco do Brasil, Unibanco e Caixa Econômica Federal e uma cooperativa que também presta serviços bancários.