Geral

Fiscais do Ministério do Trabalho de Brasília fazem operação em Sinop

O Grupo Especial de Fiscalização Móvel que é  ligado à Secretaria de Inspeção do Trabalho (SIT) do Ministério do Trabalho e Emprego iniciou, hoje, em Sinop uma operação com apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Pela manhã, houve uma movimentação grande de viaturas na avenida das Embaúbas, na região central de Sinop. Os dados foram confirmados pela Superintendência Regional do Trabalho de Mato Grosso, ao Só Notícias.

No entanto, as informações das ações diretas que estão sendo feitas pelo grupo não foram divulgadas já que  estão sendo mantidos em sigilo. As assessorias também não foram autorizadas a divulgar se ocorreram prisões, por exemplo.

O Grupo Especial de Fiscalização Móvel atura no combate à escravização da mão de obra no Brasil. São cerca de 25 pessoas estão diretamente envolvidas com a ação das cinco equipes móveis que compõem o GEFM. Há também equipes como essas nas superintendências regionais do MTE nos estados onde historicamente é maior a incidência do trabalho escravo.

Atualmente, Ministério do Trabalho e Emprego conta com cerca de 3 mil auditores para fiscalizar as relações de trabalho, no campo e na cidade, em todo o país.

Conforme Só Notícias já informou, no mês passado, o Grupo de Fiscalização Rural da Superintendência Regional do Trabalho (SRTB) de Mato Grosso resgatou 14 trabalhadores em condições análogas a escravidão durante operação em Tangará da Serra (241 quilômetros de Cuiabá). O grupo também contou com a participação da Gerência de Operações Especiais da Polícia Civil.

Só Notícias/Cleber Romero