Esportes

União Rondonópolis faz bom jogo mas estreia na Série D com empate diante do Águia Negra 

O União de Rondonópolis estreou, há pouco, na Série D do Campeonato Brasileiro com empate, por 0 a 0, diante do Águia Negra (MS), pelo grupo A-5. O confronto equilibrado e com chances para ambos os lados, mas com muitas faltas, foi no estádio Luthero Lopes.

O jogo começou aberto com o Colorado tomando a iniciativa, enquanto o adversário buscava o contra-ataque. O lado direito do União criou as primeiras boas oportunidades e chegava com perigo, fazendo infiltrações, mas pecava no último toque.

Já a segunda etapa foi diferente, com o Águia tendo mais posse de bola e tentando ataque, mas sem sucesso. A partida começou então a ficar mais truncada, com diversas faltas duras na intermediária, pedido de pênalti e inúmeros cartões amarelos.

O jogo – Aos 8 o União chegou com perigo, em cobrança de lateral Dinei foi para o fundo, e cruzou a bola rasteira, que chegou até João Emanuel, que finalizou fraco para a linha de fundo. Aos 16, em bola parada, Andrézinho bateu com força, mas a bola pegou na barreira, sem perigo.

Na marca dos 18 o União ficou perto de abrir o placar, a bola sobrou para João Emanuel, que não conseguiu finalizar e parou nos pés de Edson, dentro da pequena área, que chutou fraco para fora,

Aos 20 o Águia chegou com perigo, depois de boa jogada de Canhoto, que sofreu falta. Na batida, a bola foi direto para o gol, mas Neneca conseguiu mandar para escanteio. Na batida, a zaga afastou o perigo. Aos 24 houve paralisação técnica em decorrência da alta temperatura e fumaça. Já aos 28, em nova falta, William quase abriu o placar para o Águia, em chute forte a bola passou com perigo pela esquerda do gol do Colorado, assustando o goleiro.

Aos 38 o União chegou com perigo. O lateral esquerdo Neves partiu bem pelo lado, fez boa jogada, e cruzou para Andrézinho, que bateu, mas o goleiro Lúcio fez excelente defesa e evitou o gol. Já na marca dos 39, mais uma vez o Colorado perdeu outra oportunidade de inaugurar o placar. A bola sobrou livre para Edson, que saiu na cara do gol dentro da área, mas chutou para fora.

Já nos 45, Patrick avançou pela direita do ataque do Colorado, cruzou e João Emanuel chegou do fundo cabeceando, no entanto a bola explodiu no travessão e foi para a linha de fundo. Essa foi a última boa oportunidade e fim do 1º tempo.

Na segunda etapa, aos 5, o Águia cometeu falta dura pelo lado direito. Andrézinho bateu bem, mas a bola passou pela área e ninguém conseguiu concluir para o gol. Aos 9, Maranhão lançou boa bola para Dinei, que tocou para Neves e em seguida para João Emanuel, que levou para o fundo e bateu em cima da defesa.

A partir desse lance o jogo ficou mais morno e aos 18 em cobrança de escanteio para o time de Mato Grosso do Sul, a zaga do Colorado tirou para longe, sem empolgar. Novamente em escanteio, aos 30, o Águia alçou na área, mas ninguém apareceu para cabecear.

Aos 36, em cobrança de falta a bola foi lançada na área, e tocou na mão de um jogador do União, mas o juiz mandou o jogo seguir e não marcou pênalti. O lance gerou polêmica e reclamações por parte dos jogadores do Águia, que pediam a marcação.

Na marca dos 41, após sufoco, o União conseguiu voltar para o ataque. Deco fez boa jogada e bateu para dentro da área, a bola desviou em Lucas Bahia, mas o goleiro Lúcio segurou firme, fazendo outra boa defesa. Depois disso, não houve tempo para mais nada e fim de jogo.

O próximo compromisso do União será no dia 26, às 16h, diante do Goiânia, fora de casa, pela segunda rodada do certame nacional. No mesmo dia, às 17h, o Águia recebe em casa o Real Noroeste (ES).

Só Notícias/Luan Cordeiro (foto: assessoria)