Esportes

TJD rejeita pedido do Sorriso que vai enfrentar Poconé valendo vaga na final da segundona

O Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) da Federação Mato-grossense de Futebol inocentou, ontem à noite, o Poconé, de suposta escalação irregular na primeira semifinal quando o Sorriso foi derrotado por 4 a 1, na Toca do Lobo. A equipe sorrisense alegava que o volante Natan Rafael, autor de dois gols no confronto, estava suspenso automaticamente pelo terceiro cartão amarelo e, mesmo assim, foi relacionado.

O procurador do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD), Targus Rigon Weska, informou, há pouco, ao Só Notícias, que o Poconé se enganou e entregou relação errada com os nomes dos jogadores. A alegação era que o jogador havia levado cartão na partida disputada no dia 3, pela primeira fase quando Poconé venceu o Grêmio Sorriso, por 3 a 1, e deveria estar suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Entretanto, a arbitragem confirmou que o jogador foi relacionado, devido a erro, mas não jogou, não tomou o terceiro cartão amarelo e estava regular no jogo da seminal.

Com o julgamento o jogo de volta entre Poconé e Grêmio Sorriso vai ser remarcado e será disputado em Poconé. O time sorrisense só a avança a final, com o Nova Mutum, se vencer  por 4 gols de diferença, três leva a decisão para os pênaltis, já que o primeiro jogo foi derrotado por 4 a 1. Quem passar para a final automaticamente ja garante vaga na Série A do mato-grossense ano que vem

Só Notícias/David Murba (foto: Só Notícias/Lucas Torres./arquivo)