Esportes

Técnico ressalta jogada aérea do Luverdense na vitória contra o Sport Sinop

Com um bom público no estádio Passo das Emas, o Luverdense deu o pontapé inicial no Campeonato Mato-grossense, ontem, com o pé direito após bater o Sport Sinop pelo placar de 2 a 0. Com um jogador a mais desde o início do segundo tempo, o Verdão do Norte conseguiu os três pontos com dois gols de cabeça, do zagueiro Taison e o atacante Ítalo.

“A equipe está de parabéns, teve muita entrega e competiu bastante. Nível de concentração lá em cima. A equipe do Sport Sinop veio bem organizada, fechada lá atrás e tentando sair na transição para tentar nos pegar, mas o nível de concentração refletiu no jogo e conseguimos fazer dois gols em bolas paradas que nos deu a vitória”, disse o técnico, Márcio Nunes após o jogo.

Foi um reencontro para Márcio a sua partida de estreia no comando da equipe, já que o gaúcho possui passagem como jogador pelo clube. “Tem um sabor muito especial até de uma forma que me emociona, depois de 14 anos retornando, quando fui atleta do Luverdense e começando com o pé direito com uma grande vitória”, comemorou.

O comandante ainda falou sobre os lances dos gols e revelou que vem trabalhando as jogadas aéreas com o elenco. “É uma situação que treinamos muito, que é a bola parada. Quando eu era jogador era meu forte. Converso bastante com o pessoal da zaga pós-treino a importância, pois pouco aparecem os zagueiros e quando aparecem é para decidir, como o Taison, que fez um gol importante”.

Com o surto de virose nos atletas do Sorriso na semana que antecedeu a rodada, o Luverdense acabou cancelando o amistoso e com isso não realizou nenhuma partida antes da estreia. “Infelizmente a gente não conseguiu fazer jogos preparatórios e isso ia nos dar uma falta de ritmo, principalmente no primeiro tempo com as ações de movimentações mostram que faltam ritmo e entrosamento, mas isso é normal”, finalizou.

O Luverdense volta a campo na próxima quarta-feira, quando enfrenta o Nova Mutum, às 19h, no estádio Valdir Doilho.

Só Notícias/Kelvin Ramirez com Altair Anderli, de Lucas do Rio Verde (foto: Só Noticias/Lucas Torres)