segunda-feira, 4/março/2024
PUBLICIDADE

Romário se despede e Rogério Ceni retorna à Seleção Brasileira que goleou

PUBLICIDADE

Em toda carreira, Romário se notabilizou por se posicionar muito bem e aproveitar como ninguém as chances que tem. Na despedida da seleção brasileira, o atacante fez tudo o que tanto sonhou na última participação com a camisa canarinho.
Com um gol, três arremates e pouco mais de 20 toques na bola, o segundo maior artilheiro da seleção deu a última alegria ao torcedor. Como retribuição, foi erguido pelos jovens, que ele mesmo considera a base para a Copa de 2010, aplaudido de pé pela torcida e venerado como poucos foram no futebol nacional.

Antes da partida, a torcida mostrou que ia ser uma partida emocionante para o Baixinho. Já na execução do hino nacional, o atacante derramou as primeiras lágrimas. Em seguida, teve o nome gritado pela torcida, que sequer saudou os outros atletas. Apenas um grito se ouviu no estádio: “Romário, Romário, Romário”.

Romário foi o primeiro a tocar na bola, dando a saída para Robinho. O Baixinho só voltou a ser acionado aos três minutos. Em uma característica pouco comum na carreira, ele bateu falta da entrada da área, mas teve a finalização desviada pela zaga. No escanteio, em jogada ensaiada, Anderson desviou e abriu o placar.

Quatro minutos depois, ele foi lançado por Léo, deu dois toques e finalizou no canto esquerdo, mas parou nas mãos de Klée. A maior alegria, porém, viria aos 16. Ele recebeu lançamento em profundidade de Léo, mas não alcançou. Na seqüência, Robinho dividiu com o goleiro guatemalteco e a bola sobrou para Ricardinho, que cruzou na cabeça de Romário. Bem posicionado, o camisa 11 sequer se mexeu, levantou, tocou no canto esquerdo e saiu para a festa.

O jogador ergueu os braços, tirou a camisa e homenageou a filha Ivy, nascida em março e que tem síndrome de Down. “Tenho uma filhinha que é uma princesinha”, era a mensagem do atacante à caçula de seus “cinco herdeiros”.

A partir daí, Romário deu uma mostra de todo talento que exibiu em mais de 18 anos servindo a seleção. Com apenas um toque, ele deixou Fabiano Eller e Robinho em boas condições de marcar, mas ambos não aproveitaram. Aos 26, o Baixinho voltou a balançar as redes, após chute de Ricardinho, porém teve a festa interrompida pelo assistente Ednílson Corona, que marcou corretamente o impedimento.

Em seguida, Grafite iniciou o aquecimento atrás do banco de reservas. Aos 33, o camisa 11 recebeu de Ricardinho, mas passou errado para Robinho. Foi o último ato de Romário, que, cinco minutos depois, deixou o gramado para a entrada de Grafite. Escoltado por Dunga, Paulo Sérgio, Viola e Raí, o atacante foi aplaudido de pé pela torcida, recebeu uma gravata de Raí e tratou de dar uma última volta olímpica, com a camisa canarinho na mão direita.

Para encerrar a despedida dourada, Romário foi em direção ao público, deixou o Pacaembu pelas tribunas, subindo os mais de 80 degraus que separam o gramado do setor. Foi beijado, aplaudido e venerado pelos torcedores. “Não podia ser mais bonito. Foi lindo e agora sei que acabou”, afirmou o atleta.

Escoltado por vários policiais, o atleta reafirmou que a despedida não foi no palco ideal, mas que guardará uma ótima lembrança paulista. “A minha casa é o Rio de Janeiro, o ideal é que a despedida fosse lá. Mas sempre tive o carinho para com os paulistas e agora aqui passou a ser minha casa”, comentou.

Para o técnico Carlos Alberto Parreira, um craque que vai deixar muitas saudades. “O Romário foi importante para a conquista do tetra e vai deixar saudade”, explicou o treinador, que viu o Baixinho brilhar na Copa do Mundo de 1994. A eterna marca do atacante, que deixou o Pacaembu ainda no intervalo. Porque afinal, nesta quinta-feira, ele joga no México. “Vocês viram no campo que ainda tenho bola para continuar”, disse. Mas com a camisa da seleção, agora, apenas em videoteipe.

O goleiro sinopense Rogério Ceni, campeão paulista pelo São paulo, este ano, jogou o segundo tempo do amistoso da Seleção Brasileira. Rogério foi terceiro goleiro da seleção campeã da última Copa do Mundo.

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

Festival esportivo é concluído e campeões definidos em Sorriso

A 19ª edição do Festival Esportivo da Praça da...

Cuiabá anuncia novo gerente geral das categorias de base

Rafael Fernandes foi anunciado como novo gerente geral da...

Ainda sem treinador, Cuiabá se prepara para duelos decisivos em mata-matas

Já classificado para semifinal do Campeonato Mato-grossense, o Cuiabá,...

Corrida de verão reúne competidores em Lucas do Rio Verde

A Corrida de verão foi realizada ontem de manhã...
PUBLICIDADE