Esportes

Rogério Ceni é goleiro recordista mundial em marcar gols de falta

O gol de falta de Rogério Ceni – o segundo da vitória do São Paulo sobre a Universidad de Chile, por 4 a 2, no Morumbi, na última quarta-feira – valeu muito mais do que os três pontos que o clube tricolor conquistou com seu primeiro triunfo na Copa Libertadores de 2005.
     
O gol colocou Ceni (que começou sua carreira no Sinop Futebol Clube) como o goleiro que mais marcou gols de falta no mundo. Ao todo, o são-paulino balançou as redes 32 vezes neste fundamento, superando o mexicano Jorge Campos, que havia feito 31. O colombiano René Higuita e o paraguaio José Luís Chilavert, com quatro e 17 gols marcados na carreira, respectivamente, completam a lista dos goleiros cobradores de falta.
     
O primeiro gol de goleiro na história do futebol foi em 25 de março de 1882. James McAulay era goleiro, mas atuou um jogo como centroavante e fez um gol na vitória da Escócia (5 a 0) sobre País de Gales.
     
Já Rogério Ceni começou a marcar gols de falta em 1997. No Paulista daquele ano, ele fez seu primeiro gol na bola parada, na vitória por 2 a 0 sobre o União São João, em Araras. Adnan era o goleiro rival.
     
Ao todo na carreira, o são-paulino marcou 36 gols – sendo quatro de pênalti e o restante de falta. Em sua marca pessoal, Ceni computa mais seis gols, todos feitos em decisões por pênaltis, como ocorreu contra o Rosário Central-ARG, pela Libertadores-2004, no Morumbi.
     
Para ser o goleiro que mais marcou gols em todo mundo, Rogério ainda precisa balançar as redes mais 28 vezes. O paraguaio Chilavert está na frente, com 64 gols – 47 gols de pênalti e 17 de falta. René Higuita, com 41, e Jorge Campos, com 40, estão à frente do brasileiro.