Esportes

Presidente da FMF diz que ‘fechamento’ do Luverdense será prejudicial para Mato Grosso

Uma possível retirada do Luverdense Esporte Clube do cenário nacional já preocupa a Federação Mato-grossense de Futebol (FMF). O presidente da entidade Aron Dresch demonstrou preocupação com a ameaça do principal diretor do clube Helmute Lawisch, que cogita fechar as portas do time de Lucas do Rio Verde.

Para Dresch, um eventual licenciamento do Verdão do Norte do Campeonato Mato-grossense e em consequência do Campeonato Brasileiro da Série D deste ano é prejudicial ao futebol profissional de Mato Grosso. Segundo o dirigente, uma saída do time do interior é ‘ruim demais’ para o esporte estadual.

“Eu só tenho a lamentar o que o Helmute está pensando em fazer. Espero que seja apenas uma ameaça. O Luverdense fortaleceu muito o futebol de Mato Grosso. É um dos poucos clubes do Estado que tem uma gestão profissional”, assinala Aron, destacando que a principal voz do Luverdense é embaixador do futebol de Mato Grosso na Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Mesmo reconhecendo a força e toda história construída ao longo dos últimos dez anos, o presidente da federação destaca que apenas a diretoria do Luverdense vive e conhece sua realidade. Para Aron Dresch, é fato que Helmute Lawisch está sozinho para tocar o clube, que por quatro anos consecutivos foi o principal representante de Mato Grosso na Segunda Divisão do Nacional.

Redação Só Notícias (foto: Kamila Martins/arquivo)