Esportes

No primeiro jogo sem Tiago Nunes, Athletico Paranaense empata com o Cruzeiro

esta quarta-feira, em partida válida pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro, Athletico Paranaense e Cruzeiro ficaram em um empate por 0 a 0, na Arena da Baixada. Foi o primeiro jogo do Furacão sem Tiago Nunes à beira do campo. O treinador acertou com o Corinthians e assumirá o Timão a partir de dezembro. Dessa forma, Eduardo Barros comandou interinamente os paranaenses.

Com o empate, o Athletico foi a 47 pontos, caindo para a sétima posição. Na próxima rodada, a equipe terá pela frente o São Paulo, no Morumbi, no domingo, às 16h. Enquanto isso, o Cruzeiro chegou aos 34 pontos, indo à 14ª colocação. O próximo compromisso do time é o clássico contra o Atlético-MG, no domingo, às 16h.

O jogo – Empurrado pela torcida, o Athletico foi muito superior na primeira etapa, exigindo boas defesas de Fábio. Na primeira chegada, Wellington fez bom lançamento por cima, encontrando Madson, que testou e a bola triscou a trave. Logo na sequência, Márcio Azevedo bateu escanteio pela esquerda e Thiago Heleno cabeceou para baixo, exigindo defesa do goleiro.

Em seguida, foi a vez de Bruno Guimarães arriscar. O meio-campista fez boa jogada na entrada da área e finalizou forte, parando em Fábio novamente. Depois, após cruzamento da esquerda, Rony aproveitou sobra e a finalização foi defendida pelo goleiro da Raposa.

A última chance da primeira etapa caiu nos pés de Marco Rúben. O centroavante chutou da entrada da área, a bola desviou na zaga cruzeirense e Fábio se esticou todo para espalmar.

Na volta do segundo tempo, o Cruzeiro resolveu se arriscar mais no ataque e foi quem levou perigo logo no início, Sassá arrancou da intermediária, ganhou na corrida do zagueiro e finalizou forte com a perna esquerda. Santos pulou e espalmou para escanteio.

Aos 10 minutos, o Cruzeiro foi do êxtase a uma situação delicada na partida. Fábio deu um chutão para o campo de ataque, Sassá ganhou da defesa do Athletico, passou por Santos e empurrou para as redes. No entanto, a arbitragem anulou o gol, já que o atacante da Raposa dominou com o braço antes de marcar. Pela infração, Sassá recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso.

Mesmo com a superioridade numérica em campo, o Athletico não conseguiu levar perigo ao gol dos mineiros. Por outro lado, o Cruzeiro quase marcou com Ezequiel. O atacante recebeu pelo lado do campo, pedalou para cima da marcação e, mesmo sem ângulo, finalizou na trave.

Gazeta Esportiva (Foto:Miguel Locatelli/CAP)