Esportes

Com vaias da torcida, Bahia fica no empate com a Chape na Fonte Nova

Pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Bahia recebeu a Chapecoense na Arena Fonte Nova e ficou apenas no empate em 1 a 1. Com fraca atuação, o Tricolor saiu atrás, só conseguiu igualar o jogo no final do segundo tempo e ainda saiu vaiado pela torcida. Já é o quinto jogo sem vitória da equipe.

Com o resultado, o Bahia fica mais longe do G6, ocupando a nona colocação com 43 pontos. Já a Chapecoense segue em situação crítica na zona do rebaixamento, aparecendo na vice-lanterna com 22.

Os comandados de Roger Machado voltam a campo neste domingo, às 18h, em duelo duro contra o Flamengo no Maracanã. No mesmo dia, mas às 19h, a Chape recebe o Grêmio na Arena Condá.

A rede não demorou para balançar na Fonte Nova. Mas para a decepção dos tricolores presentes, quem abriu o placar foi a Chape, aos 10 minutos. Após chuveirinho na área em cobrança de falta, Rafael Pereira ajeitou para o meio, Douglas deu uma casquinha e Henrique Almeida completou de cabeça para o fundo do gol.

Com o primeiro tempo fraco, o Esquadrão de Aço saiu de campo sob vaias da sua própria torcida antes do intervalo.

Na etapa final, o Bahia começou assustando em cobrança de falta de Gilberto, aos oito minutos. Logo depois, aos 15, Marco Antônio arriscou também do meio da rua, mas o goleiro João Ricardo caiu bem para fazer a defesa.

A equipe de Roger Machado só conseguiu assustar novamente aos 38, quando Guerra invadiu a área e finalizou para boa defesa do goleiro da Chape.

Na sequência, em cobrança de escanteio, o Tricolor finalmente conseguiu balançar as redes. Guerra surpreendeu e, ao invés de jogar na área, tocou para Marco Antônio na meia-lua. O meia dominou e bateu com categoria para empatar a partida.

O Bahia ainda tentou aproveitar o bom momento e quase virou com a finalização de Gilberto, que parou na defesa de João Ricardo. Ainda assim, a rede não voltou a balançar e a torcida tricolor vaiou sua equipe após o apito final.

Gazeta Esportiva (foto: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Bahia)