Esportes

Na reestreia de Cuca, Santos empata com o Red Bull Bragantino

Na reestreia do técnico Cuca, o Santos empatou em 1 a 1 com o Red Bull Bragantino neste domingo, na Vila Belmiro, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro.

O gol do Peixe foi marcado por Marinho, em mais um “míssil aleatório”, como ele mesmo define suas finalizações de fora da área. O goleiro Cleiton aceitou o chute de longe aos 19 minutos do segundo tempo.

O Bragantino empatou com Claudinho, cria do Alvinegro, aos 47, nos acréscimos, após Luan Peres afastar mal uma cobrança de escanteio. Vladimir, destaque até os minutos finais, não conseguiu evitar.

A partida foi muito equilibrada e com chances para os dois lados. Jean Mota e Fernando Uribe entraram na etapa final e perderam oportunidades de matar o jogo para o Santos, assim como Soteldo.

O Peixe voltará a campo para enfrentar o Internacional, quinta-feira, no Beira-Rio, pela segunda rodada do Brasileirão. O Bragantino receberá o Botafogo, na quarta.

O jogo

O Red Bull Bragantino começou melhor e obrigou Vladimir a fazer duas boas defesas em sete minutos, após finalizações de Alerrandro e Weverson. Após o susto, o Santos equilibrou as ações e passou a criar mais. No minuto 11, Soteldo cruzou e Kaio Jorge não alcançou. E aos 16, Kaio roubou de Fabricio Bruno e sofreu pênalti. Carlos Sánchez bateu para fora.

O Peixe seguiu no ataque e finalizou de fora da área com Marinho, aos 20, para defesa segura de Cleiton. No minuto 22, a resposta: Ryller chutou, a bola desviou e quase entrou. Aos 39, o Alvinegro esteve perto novamente. Soteldo cruzou e Kaio Jorge, de ombro, finalizou muito perto da trave direita de Cleiton.

Assim como na etapa inicial, o Bragantino chegou primeiro. Artur recebeu na direita e e chutou forte para nova intervenção importante de Vladimir. Aos 13, Arthur acionou Alerrando e Vladimir salvou novamente. O lance, porém, foi invalidado por impedimento do centroavante. E aí veio a surpresa.

Marinho arriscou de longe, a bola bate na grama e engana o goleiro Cleiton. Santos na frente aos 19 minutos do segundo tempo na Vila Belmiro. O gol fez o Bragantino se expor e o Peixe passou a criar diversas chances. Novidade logo depois do 1 a 0 sair, Fernando Uribe vacilou.

No minuto 22, Sánchez cruzou e Uribe cabeceou de raspão. Aos 25, Pará cruzou, Cleiton desviou e Uribe, com o gol livre na frente, não conseguiu dominar. Soteldo, sem goleiro, chutou para fora na sequência.

Quando o placar marcava 27 jogados, os visitantes assustaram. Alerrando bateu de primeira e Vladimir, de novo ele, salvou. Árbitro havia marcado impedimento. Dois minutos depois, Matheus Jesus apareceu livre na entrada da área e isolou.

Nos minutos finais, o Santos tentou controlar o jogo e administrar a vitória, mas não conseguiu. O Red Bull empatou aos 47 minutos, com Claudinho, cria do Peixe, em chute de fora da área. Empate na reestreia de Cuca.

Gazeta Esportiva (foto: Ivan Storti/assessoria)