Esportes

Mato-grossense Valdívia é apresentado no Cuiabá e diz estar feliz por jogar “perto de casa”

O meio-campista Valdívia foi apresentado, hoje, no Cuiabá Esporte Clube. Natural de Jaciara (140 quilômetros da capital), o jogador se disse feliz por estar de volta a Mato Grosso e agradeceu à diretoria pela oportunidade de vestir a camisa do Dourado.

“Primeiramente, fico muito feliz por estar vestindo essa camisa. Estar perto de casa. Tenho que agradecer ao presidente pela oportunidade. Estou muito feliz e espero corresponder dentro de campo. Estou treinando muito forte para isso”, afirmou o atleta.

“É uma grande oportunidade que o Cuiabá me deu. Que eu possa fazer um bom estadual, ir bem, fazer gols. Então, isso é bom para mim. Ainda mais sendo aqui do Estado. Quero dar o meu melhor para o Cuiabá. Só penso em coisas boas. É ser feliz aqui perto da família e, claro, devo isso ao Cuiabá”, completou o atleta, ex-morador de Rondonópolis.

Ao analisar seu papel dentro das quatro linhas, o jogador ponderou que costuma atuar mais pela ponta esquerda e meio-campo. No entanto, não descartou também jogar pela ponta direita e deixou a decisão na mão do treinador do Cuiabá.

“O Valdívia, dentro de campo, é um meia-atacante, que joga pela esquerda, pelo meio e, se der, pela direita. O mais importante é estar fazendo o que mais gosta, que é jogando futebol. É o professor que vai definir”, destacou.

Valdívia foi revelado pelo União de Rondonópolis e atuou pelo Avaí na última temporada, tendo sido peça importante no acesso da equipe catarinense à Série A. Contratado pelo Internacional, o “Mágico”, como era chamado por torcedores, teve boas atuações e chegou a ser cogitado para integrar a seleção brasileira nas Olimpíadas em 2016. No entanto, o sonho foi frustrado após uma grave lesão que o afastou dos gramados por sete meses.

Valdívia deixou o clube gaúcho em 2017 cedido ao Atlético-MG, onde jogou 32 partidas e marcou 2 gols. No ano seguinte passou pelo São Paulo, somando 19 jogos e 3 gols, e foi liberado ao Al-Ittihad num empréstimo que movimentou 2,5 milhões de Euros (R$ 10,7 milhões pela cotação atual), onde atuou 8 vezes e marcou seu último gol até o momento.

Em 2019, o atleta foi novamente emprestado, desta vez ao Vasco da Gama, mas sem destaque. Pela equipe foram 12 jogos e nenhum gol marcado. Naquele ano, chegou a receber sondagens do Cuiabá, mas acabou assinando com o Avaí, onde permaneceu durante as temporadas de 2020 e 2021. Pela equipe catarinense foram 96 jogos e nove gols.

Só Notícias/Herbert de Souza (foto: assessoria)