Esportes

Libertadores: Palmeiras enfrenta o Táchira da Venezuela hoje em casa

Mesmo em boa fase e jogando em casa, o Palmeiras deve mais uma vez adotar uma postura defensiva para o jogo contra o Deportivo Táchira, hoje, às 19h, no Parque Antarctica, pelo Grupo 4 da Taça Libertadores.

Na estréia, quando empatou por 1 a 1 com o Cerro Porteño, no Paraguai, o técnico Candinho chegou a dizer que o Palmeiras precisava se espelhar em times que obtiveram sucesso sem grande técnica, como o Once Caldas (COL), atual campeão.

Para a partida de hoje, tanto o treinador como jogadores admitem que, com um elenco limitado, a saída é apostar em marcação forte e contra-ataques.

O time vem de uma vitória expressiva sobre o Santos no clássico disputado no domingo, pelo Campeonato Paulista (3 a 1), e está invicto nas últimas quatro partidas que disputou.

“Não podemos nos iludir, não estamos com um baita time. Temos um time médio, com todo o respeito”, afirmou Candinho. “Se o time não tem grandes estrelas, tem que ter mais garra e marcação.”

Magrão concordou com o técnico. “O Candinho é esperto, tem vivência muito grande no futebol. O que faz a diferença para nós é saber que a gente tem limitações e que temos que marcar muito e sair forte nos contra-ataques.”

O meia Pedrinho, que marcou dois gols contra o Santos e vai começar o jogo no banco, também adotou o mesmo discurso.

“Outras equipes podem ter um grupo mais qualificado. A gente sabe que nosso elenco é limitado, mas temos jogadores aqui que podem ajudar bastante”, analisou.

Palmeiras
Marcos, Nen, Daniel e Gláuber; Correa, Marcinho, Magrão, Diego Souza e Lúcio; Osmar e Ricardinho.
Técnico: Candinho

Deportivo Táchira
Leonardo Morales, Boada, Kloker, Alvarado e Giovanni Perez; Bidoglio, Chacón, Muñoz e Giovanny Perez; Brondo e Rondón.
Técnico: César Farias

Local: estádio do Parque Antarctica, em São Paulo
Horário: 19h