Esportes

Flamengo vence Boavista de virada e leva a Taça Guanabara

O Flamengo enfrentou o Boavista neste sábado de Carnaval, no Maracanã, e, de virada, venceu por 2 a 1 e conquistou a Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca.

Jean, de falta, abriu o placar para o Boavista no início do primeiro tempo. Diego empatou antes do intervalo e Gabigol fez o gol do título no segundo tempo.

Este foi o 22º título do Rubro-Negro na Taça Guanabara. Com a conquista deste sábado, o Flamengo se garante na final do Campeonato Estadual independentemente do que acontecer na Taça Rio, segundo turno.

O foco do Flamengo se volta agora para a decisão da Recopa Sul-Americana contra o Independiente del Valle. O segundo jogo da final será nesta quarta-feira, no Maracanã. Na ida, no meio de semana, empate por 2 a 2 no Equador.

O Flamengo estreia na Taça Rio, segundo turno do Carioca, no próximo sábado, diante da Cabofriense, no Maracanã. Já o Boavista enfrenta o Botafogo no domingo, no Engenhão.

O Jogo – Enfrentando uma maratona de jogos decisivos desde a semana passada e com a final da Recopa Sul-Americana no meio da semana, o Flamengo escalou uma equipe composta basicamente por reservas. O zagueiro Gustavo Henrique e o artilheiro Gabigol, que não esteve com a equipe em Quito para a partida de ida da Recopa na última quarta, foram os únicos titulares entre os onze iniciais.

A falta de entrosamento do time Rubro-Negro ficou evidente assim que a bola rolou, e as dificuldades no sistema defensivo, com Léo Pereira cometendo seguidas falhas, foram fatais diante da bem armada e experiente equipe do Boavista.

Aos 4 minutos, Jefferson Renan dominou na direita do ataque e após se livrar da marcação de Léo Pereira, sofreu falta do zagueiro. Na cobrança, o lateral-esquerdo Jean soltou um balaço no ângulo direito de César, que não conseguiu evitar o gol: Boavista 1 a 0.

O Boavista seguiu assustando e causando problemas até a metade do primeiro tempo, quando o Flamengo finalmente começou a entrar no jogo. Aos 11, nova falta cobrada por Jean que Cesar deu rebote e Caio Dantas tentou a conclusão, mas César segurou com facilidade.

Gazeta Esportiva (foto: Marcelo Cortes/assessoria)