Esportes

Federação Mato-grossense usará dinheiro enviado pela CBF para pagar férias coletivas

A Federação Mato-grossense de Futebol já sabe o que fará com o montante de R$ 120 mil concedido pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) às entidades estaduais. O diretor de competições Diogo Carvalho, afirmou, ao Só Notícias, que o valor será integralmente destinado para pagamento das férias coletivas aos servidores da federação.

“Com a paralisação do campeonato, assim como todos os clubes, fomos obrigados a conceder essas férias coletivas a todos os colaboradores. Esse dinheiro, em forma de doação, será utilizado para pagamento dessa ação agora”, destacou.

A federação definiu, na última semana, a concessão das férias. A previsão de retorno é para o dia 22 de abril “se assim a situação permitir”. Na ocasião, o comunicado foi feito por meio da resolução 003/2020, assinada pelo presidente Aron Dresh e tem embasamento jurídico na medida provisória 927 do governo federal.

Diogo ainda revelou que o Mato-grossense será encerrado dentro de campo. “Nós deveremos ter uma posição da CBF na segunda quinzena deste mês, sobre o que fazer, porém o cancelamento da competição está descartado, até porque nós precisamos honrar o compromisso assumido com os patrocinadores. O campeonato foi mais de 76% realizado e precisamos terminar” garantiu.

Conforme Só Notícias já informou, o Operário Várzea-grandense, União de Rondonópolis, e o Luverdense da Série D também receberão a quantia da CBF. A diretoria do LEC informou que ainda não decidiu o que fará com o auxílio financeiro. Os demais clubes ainda não posicionaram.

Ao todo a CBF repassará R$ 19 milhões, a fundo perdido, para socorrer equipes e federações durante a crise causada pela pandemia do novo Coronavírus. De acordo com a assessoria da entidade, 140 clubes serão beneficiados, com o apoio das Federações Estaduais.

Só Notícias/Luan Cordeiro e Altair Anderli, de Lucas do Rio Verde (foto: Júlio Tabile/arquivo)