Esportes

Em jogo de pênaltis e expulsões, Sinop derrota o Operário FC em Cuiabá

O Sinop acaba de derrotar, por 2 a 1, o Operário Futebol Clube, em partida de abertura da quarta rodada do Campeonato Mato-grossense Eletromóveis Martinello. O jogo foi disputado na Arena Pantanal, em Cuiabá.

O primeiro gol do Sinop foi marcado por Natan, de pênalti, aos 36 minutos do primeiro tempo. O empate do Operário saiu aos 8 da etapa final, também em cobrança de pênalti. Após uma expulsão para cada lado, o Galo do Norte marcou o segundo, aos 31, com Deivison Picachu.

Com o resultado, o Sinop assume a terceira posição do campeonato, desbancando, temporariamente, o Luverdense, que caiu para quarto. O Galo tem 7 pontos, mesmo número de Cuiabá e Operário-VG, porém, perde no saldo de gols. Já o Operário segue na zona de rebaixamento, em 9º, sem somar pontos.

O próximo jogo do Sinop pelo Campeonato Mato-grossense será no dia 18, novamente na Arena Pantanal, contra o Operário de Várzea Grande. Antes, na próxima quinta-feira (14), entra em campo pela Copa do Brasil, contra o Santa Cruz. A partida será no estádio Gigante do Norte, em Sinop.

Já o Operário Futebol Clube enfrentará o União, fora de casa, no dia 18. O jogo será no estádio Luthero Lopes, em Rondonópolis.

O jogo – A primeira chance clara do Sinop foi aos 4 minutos. Deivison Picachu saiu livre pela direita e tocou para o meio da área. Michel quase alcançou. Aos 36, Michel recebeu bola enfiada. Erick impediu a passagem do atleta sinopense com o braço e o juiz viu pênalti. Natan foi para a cobrança, deslocou goleiro e abriu o placar.

Aos 45, Fernando recuperou a bola do zagueiro, saiu cara a cara com o goleiro adversário e teve tempo para escolher o canto. No entanto, mandou a bola pela linha de fundo e desperdiçou a chance de ampliar para o Sinop. Aos 47, o Operário recuperou a bola com Tarracha, que tocou para Alisson driblar a zaga e chutar para a defesa do goleiro sinopense.

Na volta do intervalo, o Operário chegou ao empate, aos 7 minutos. Em cobrança de escanteio, o juiz entendeu que Deivison, fora do lance, derrubou o atleta do Operário e assinalou pênalti. Renan Romário foi para a cobrança, deslocando o goleiro Guilherme e empatando a partida.

Aos 12, Diego, do Operário, fez falta na defesa, recebeu o segundo cartão amarelo e acabou expulso. Aos 16, foi a vez de Natan, do Sinop, também ser expulso por fazer falta na intermediária e receber o segundo amarelo.

Aos 20, Clélcio, que acabara de entrar na equipe do Galo, recebeu na direita da grande área e tentou chute direto. A bola foi por cima do gol. Aos 26, Deivison Picachu saiu livre na área, mas tentou tocar para trás e ninguém tocou na bola. Aos 31, o Sinop saiu em contra-ataque rápido e a bola foi lançada para Picachu. Totalmente livre, o jogador driblou o goleiro e tocou para o gol para anotar o segundo do Galo.

Só Notícias/Herbert de Souza (foto: reprodução)