Esportes

Com jogadores “históricos”, Corinthians e Flamengo farão amistoso máster em Cuiabá

Os corintianos Amaral, Basílio – herói do título de 1977, Ronaldo Giovanelli, Dinei e o zagueiro Chicão. Os ídolos flamenguistas Andrade, Nélio, Ronaldo Angelim, Cláudio Adão e Beto Cuiabano. Esses foram alguns dos nomes anunciados pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) e organizadores do clássico máster entre Corinthians e Flamengo. O duelo entre os dois times mais populares do Brasil será no dia 18 de maio, às 18h, na Arena Pantanal e reunirá ex-jogadores das duas equipes.

De acordo com os organizadores do evento, nas próximas semanas haverá confirmações de mais alguns craques, tanto do Corinthians quanto do Flamengo. “Não é fácil reunir essas estrelas do futebol. Como muitos deles moram em estados diferentes há um grande esforço para juntar o grupo. Há possibilidades de confirmar outros nomes para que o máximo de estrelas do futebol possa abrilhantar essa festa na Arena Pantanal”, revela Allan Luz, diretor de uma das empresas organizadoras do clássico.

Batizado como ‘Os Craques estão de Volta’, o clássico máster terá, como jogo de abertura, um confronto entre os meninos das Escolinha do Flamengo, de Cáceres, e da Boa Semente, de Santo Antônio do Leverger, às 17h.

Para o secretário estadual de Esportes, Allan Kardec, o amistoso é uma oportunidade para a população rever seus ídolos futebolísticos, ter um momento de lazer com a família e usufruir da estrutura da Arena Pantanal. “Queremos trazer cada vez mais grandes jogos para cá. E a gente está trabalhando para melhorar a qualidade do estádio, diminuir o custo dele. Além de gerar um equilíbrio em seu uso, queremos que as famílias possam desfrutar desse patrimônio que é de todos nós”.

Os ingressos da partida já estão à venda nas Lojas Tonon dos shoppings de Cuiabá e Várzea Grande, aos preços de R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia), nos setores leste e oeste inferior, e a R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia), nos setores leste e oeste superior. Os torcedores também devem levar um kg de alimento não-perecível para doação a entidades de caridade.

O secretário da Secel, Allan Kardec, falou sobre os investimentos de mais de R$ 300 mil que já foram feitos em pequenos reparos recomendados pelo Corpo de Bombeiros e pela Vigilância Sanitária para garantir o calendário de jogos no estádio. “Acabamos de conseguir o alvará de segurança contra incêndio e pânico válido por dois anos. Atendemos as necessidades para assegurar o pleno funcionamento nos dois maiores setores da Arena, o leste e o oeste. A expectativa é de que em até 120 dias consigamos as liberação dos outros dois setores”.

De acordo com a assessoria, desde o início da gestão da Secel na Arena Pantanal, em janeiro deste ano, houve troca de 890 luminárias de emergência, manutenção de 132 portas corta fogo, teste hidrostático de 149 hidrantes e de 297 mangueiras de incêndio, manutenção de 214 detectores de fumaça, manutenção e vedação de 157 unidades de válvulas hidrantes e retirada de 400m de estruturas provisórias que atrapalhavam a sinalização.  O estádio ainda recebeu diversas outras ações de melhoria, como dedetização, limpeza em todas as caixas d’água, controle da água, recuperação do telão, etc.

Além do duelo entre Corinthians e Flamengo, a Secretaria espera receber outros “grandes jogos” no estádio com o apoio da Federação Mato-grossense (FMF) e da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). “Nosso gramado é um dos melhores do país. Teremos 19 jogos da série B do Brasileirão e mais uns amistosos neste ano. Mas um estádio como esse, que foi sede de Copa do Mundo e com todo investimento que teve, merece muito mais jogos com boa lotação. A gente está trabalhando para que isso aconteça”, afirma Allan.

A Secretaria também não descarta receber outros eventos que não seja futebol na Arena Pantanal, nos intervalos ou após calendário oficial da FMF e da CBF.  O secretário Allan Kardec esclareceu que há condições de receber outras atividades, como shows.

“Podemos fazer parcerias para ocupar a parte interna com grandes eventos. Mas para isso, teremos que ter as garantias de que nem o calendário oficial e nem o gramado sejam prejudicados. Já recebemos consultorias informando que existe essa possibilidade, com a aquisição de um seguro e com a utilização do mesmo tablado usado em shows no Allianz Parque, que possibilita a fotossíntese e a irrigação do gramado”.

Redação Só Notícias (fotos: arquivo/assessoria)