Esportes

Com dois a mais, Santos só empata com Banfield na Vila, mas avança na Sul-Americana

Na noite desta terça-feira, o Santos ficou apenas no empate de 1 a 1 com o Banfield-ARG, em casa, pela última rodada da fase de grupos da Sul-Americana. Apesar do resultado, o Peixe avançou de fase. Os mandantes chegaram a ficar boa parte do segundo tempo com dois a mais, mas não souberam aproveitar.

Com o resultado, o Alvinegro Praiano se manteve na liderança do grupo C, com os mesmos 11 pontos do Unión La Calera-CHI, que derrotou a Universidad Católica-EQU por 3 a 2. Os brasileiros levaram vantagem no número de gols marcados. O adversário das oitavas de final será conhecido por sorteio.

Agora, o Santos volta as suas atenções para o Campeonato Brasileiro. No domingo, às 16 horas (de Brasília), o clube recebe o Palmeiras na Vila Belmiro, pela oitava rodada da competição.

O jogo – Apesar de estar jogando com o apoio da sua torcida e contra o pior time do grupo, os brasileiros tiveram muitas dificuldades no primeiro tempo. O Peixe até começou dominando a posse de bola, mas não conseguia encontrar espaço na defesa adversária.

A primeira grande chance saiu aos oito minutos. Lucas Pires cobrou falta da entrada da área e Zanocelo aproveitou o rebote do goleiro para balançar as redes. O gol, porém, foi anulado por impedimento.

A partir de então, os visitantes cresceram. Aos 21, Galoppo apareceu livre na área e cabeceou com perigo para fora. Cinco minutos depois, o meia até acertou o alvo, em forte arremate, mas João Paulo fez boa defesa.

Com os sustos, o Santos reagiu. Aos 37, Marcos Leonardo disparou pelo meio e foi derrubado dentro da área. O árbitro, então, sinalizou pênalti. O próprio camisa 9 assumiu a responsabilidade e abriu o placar.

A alegria dos anfitriões, porém, durou pouco. Isso porque, aos 46, Domingo deixou tudo igual com um golaço. Após a defesa santista afastar mal, o volante pegou a sobre e emendou uma bomba no ângulo de João Paulo, que não pôde fazer nada para evitar o empate.

Na volta do intervalo, o Santos partiu para cima. Rwan aproveitou o vacilo da defesa e enfiou bom passe para Marcos Leonardo. O atacante tentou tocar por cima do Bolgna, mas o goleiro conseguiu conseguiu abafar o chute.

Na sequência, o Peixe ficou dois jogadores a mais em campo. Dátolo deu um pisão em Rwan e foi expulso após receber o seu segundo cartão amarelo. Minutos depois, foi a vez de Tanco ser advertido pela segunda vez e descer para o vestiário mais cedo.

Em vantagem numérica, o Alvinegro foi em busca de mais um gol. Com 13 minutos, Marcos Leonardo recebeu bom passe na marca do pênalti, mas pegou muito mal na bola e isolou. Aos 28, Zanocelo arriscou de longe e parou em tranquila defesa do goleiro.

Cinco minutos depois, Julio encontrou Lucas Pires na esquerda. O lateral cruzou rasteiro para Marcos Leonardo, que girou e bateu a esquerda. Aos 35, Bruno Oliveira pegou a bola na ponta esquerda e emendou uma bela inalização no travessão;

Na reta final, brilhou a estrela de Bologna. Aos 41, Angulo recebeu ótimo cruzamento e desviou de cabeça. Atento, o goleio voou para fazer uma linda defesa e mandar para escanteio. Na sequência, foi a vez de Velázquez tentar de cabeça e parar no arqueiro.

Nos minutos finais, o Santos seguiu rondando a área do Banfield, mas não conseguiu furar a marcação rival.

Gazeta Esportiva (foto: assessoria)