Esportes

Clayson compra trabalho de Valentim, recua para o meio e consegue bons números no Cuiabá

O atacante Clayson, que chegou do Bahia com a expectativa de ser o homem da frente do Cuiabá, está se adaptando no Dourado. Ele comprou a ideia de jogo do treinador Alberto Valentim, aceitou jogar mais recuado e pelo meio, fugindo às suas características de atuar avançado pelos cantos. Agora ele arma as jogadas e também chega para finalizar. Desde a mudança, há dois jogos, os números são positivos: um gol e uma assistência contra o Dom Bosco e uma assistência contra o Ação.

“Estou feliz com o momento, não só meu, mas também com o da equipe. A entrega que a gente vem tendo, a compra do trabalho do Alberto [Valentim] e da comissão [técnica]. É um trabalho de alto nível e a gente vem conseguindo assimilar e entender rápido para poder colocar dentro de campo”, declarou.

O objetivo do Dourado é, obviamente, o Campeonato Brasileiro. E o “laboratório” do “professor” Valentim é o Campeonato Mato-grossense, que, mesmo assim, é levado muito a sério pelo elenco. Afinal, eles sabem do favoritismo e da obrigatoriedade de vencer a competição.

“A gente vem dando o nosso máximo para que a gente possa, claro, respeitando todas as equipes, mas primeiramente respeitando o nosso trabalho, vencer as partidas e, consequentemente, chegar à final, que é nosso objetivo buscar o título”, completou.

Clayson volta a campo neste domingo para a segunda partida da semifinal do campeonato estadual contra o Ação. No jogo do domingo passado, o Cuiabá venceu por 2 a 0 e agora pode perder por um gol de diferença que ainda assim avança para a final.

Só Notícias/Marco Stamm (foto: assessoria)