Esportes

Brasiliense elimina o Cuiabá nos pênaltis e enfrenta o Nova Mutum nas quartas da Copa Verde

O Brasiliense acaba de eliminar o Cuiabá da Copa Verde, em cobranças de pênaltis. Como a partida terminou empatada em 0 a 0 na Arena Pantanal, o confronto foi decidido nas penalidades e os visitantes levaram a melhor, vencendo por 7 a 6.

O Brasiliense avança agora para encarar o Nova Mutum, que, mais cedo, eliminou o Rio Branco. Diferente da atual fase, os jogos das quartas de finais serão decididos em confrontos de ida e volta. As datas e locais ainda serão anunciados pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

O jogo – O Cuiabá começou pressionando o Brasiliense. Aos 13, Danilo Gomes encarou a marcação, puxou para a perna esquerda e chutou forte. Com desvio, a bola foi para fora. Na cobrança de escanteio, Osman subiu mais que o zagueiro e cabeceou com perigo. Aos 23, em cobrança de falta no lado direito, a bola foi alçada na área, o camisa 10 ganhou de novo da defesa e cabeceou para fora.

Aos 31, em cruzamento na área, Osman conseguiu tocar, dois jogadores do Cuiabá se atrapalharam e nenhum conseguiu finalizar. No final do primeiro tempo, Rafael Papagaio acionou Osman, que devolveu com categoria, por cobertura. O atacante do Cuiabá quase fica cara a cara com o goleiro, mas Bill conseguiu cortar em cima da hora.

No segundo tempo, o Brasiliense começou a chegar com pouco mais de facilidade no campo de ataque. Em uma das subidas, aos 10, Rangel limpou a marcação, chutou cruzado, mas a bola foi pela linha de fundo.

Aos 25, o Cuiabá criou a melhor chance do jogo até então. Osman tocou para Rafael Papagaio, que, de calcanhar, deixou Lucas Hernandez na cara do gol. O camisa 6 bateu com categoria, mas em cima do goleiro, que fez a defesa com tranquilidade.

Aos 30, o Brasiliense chegou com perigo, em chute de Bernardo, que o goleiro do Cuiabá foi buscar e colocou para escanteio. Na cobrança, o Brasiliense quase marcou olímpico. A bola bateu no travessão e nenhum jogador conseguiu aproveitar a sobra.

Aos 39, o Cuiabá perdeu outro gol “feito”, novamente com Lucas Hernandez. A bola foi alçada na área, Guilherme Pato ajeitou para o camisa 6, que dominou e tentou tirar do goleiro, mas acabou mandando pela linha de fundo.

Na última chance do jogo, o Cuiabá quase abriu o placar. A bola foi cruzada na área, Osman saiu de trás, ganhou da defesa, cabeceou, porém, errou o alvo. A bola passou muito perto da trave.

Com o empate no tempo normal, a disputa foi para os pênaltis. Na primeira cobrança, Osman fez para o Cuiabá e Bernardo para o Brasiliense. Na segunda cobrança do Cuiabá, Sucuri acertou o canto e defendeu o chute de Raul. O experiente Jorge Henrique cobrou para o Brasiliense e anotou.

Na terceira rodada, Gustavo Nescau marcou para o Cuiabá. Rafael Bretas acertou o canto e defendeu a penalidade cobrada por Rangel, deixando tudo igual.

Na quarta cobrança, Danilo Gomes fez para o Cuiabá e Luquinhas marcou para o Brasiliense. Na última rodada, Rafael Papagaio anotou para o Dourado e Balotelli converteu o pênalti para os visitantes.

Teve início, então, a sequência de pênaltis alternados. Na primeira série, Riquelme marcou para o Cuiabá e Liel fez para o Brasiliense. Na segunda, Caio anotou para o Dourado e Railon converteu a cobrança do Brasiliense. Na terceira série, Gabriel Pierini acertou a trave e desperdiçou para o Cuiabá. Everton foi para a última cobrança e marcou o gol que classificou o Brasiliense.

Só Notícias/Herbert de Souza (foto: assessoria)