Educação

UFMT faz maior evento nacional de computação abordando desafios para a sociedade 5.0

A Universidade Federal de Mato Grosso realizou o Congresso da Sociedade Brasileira de  Computação (CSBC) tradicional evento nacional, que este ano foi virtual mostrando que é possível termos sensação de presença mesmo a distância e humanizar as relações via rede. O tema desta edição foi “artificialmente humano ou humanamente artificial? desafios para a sociedade 5.0”.

O CSBC durou cinco dias e sua programação incluiu, além de toda parte científica, coquetel virtual com homenagens, vernissage digital e uma animada confraternização com premiações de artigos. Construído especialmente para o Congresso, o “Ambiente Virtual 3D do CSBC” proporcionou aos congressistas uma visão em 360 graus de parte do campus da UFMT, dentre eles, o Teatro Universitário com um dos auditórios construído em homenagem a professora Andréia Gentil Bonfante, que faleceu este ano, em decorrência de um infarto. Bonfante era docente do Instituto de Computação (IC), tinha 47 anos e atuava na coordenação local de um dos eventos.

Mais de mil inscritos participaram das sessões técnicas e atividades da área, sem deixar de ter o humano no centro da inovação e transformação tecnológica. Apesar de ser uma conferência de Computação, o evento oportunizou muitas discussões políticos e sociais sobre o uso de tecnologias, em um momento em que elas têm sido fundamentais para a continuidade das atividades em meio a pandemia.

Muitas experiências acadêmicas foram vivenciadas no ambiente 100% online. Pela primeira vez, o Vernissage Digital foi realizado no CSBC. Ocorrido no “Espaço 40 Graus”, artistas como Fábio Fon, Pablo Gobira e Wellington Jr., marcaram presença na discussão da interface entre arte e tecnologia. Este ano também foi comemorado o aniversário de 10 anos do “Meninas Digitais”, programa nascido em Cuiabá-MT, que tem como objetivo – incentivar a presença feminina na área da computação e que conta hoje com mais de 100 projetos pelo Brasil, com chancela da SBC.

Em uma das noites, aconteceu o lançamento virtual do livro “Computação e Sociedade”, um livro-texto útil para todos os cursos da área no Brasil. O livro contou com a organização dos professores Cristiano Maciel (UFMT) e José Viterbo (UFF) e tem contribuição de 68 autores. O lançamento foi transmitido de um estúdio e, a partir de uma plataforma online, os autores puderam interagir e comentar os capítulos da obra.

No encerramento, ao vivo, além dos protocolos, foi realizada uma reflexão ao Dia da Consciência Negra, com a tocante participação da pesquisadora negra Mory Márcia Lobo, do Instituto de Educação da UFMT.

Para o Presidente da SBC, professor Raimundo José de Araújo Macêdo, apesar das limitações impostas pela pandemia, foi o melhor evento que ele participou no mundo virtual em 2020. “O CSBC 2020 foi um grande sucesso. Muitos debates, palestras, artigos e até livros, todos de acesso aberto e gratuito em nossa biblioteca digital e canal da SBC no YouTube. Sem dúvidas, em meio a muitos eventos nacionais e internacionais, este foi o melhor evento que participei no mundo virtual em 2020”, completou.

Um palco totalmente em 3D foi construído no pátio da UFMT para transmissão de vídeos e shows especiais, como as atrações do último dia de evento, com o stand-up do artista mato-grossense, Eduardo Butakka e apresentações da Cia Sinfônica e DJ Charles Peter, com músicas cuiabanas e quiz que marcaram a festa, informa a assessoria da universidade.

Só Notícias