Educação

Suspensão das aulas presenciais em unidades públicas e privadas é prorrogada em Cuiabá

A prefeitura de Cuiabá prorrogou até o dia 14 de junho a suspensão das aulas presenciais nas unidades municipais e também rede privada de ensino. O ato consta no novo decreto assinado pelo prefeito Emanuel Pinheiro nesta quinta-feira e não significa, contudo, que a retomada aconteça na data estabelecida. O documento deve ser publicado no Diário Oficial de Contas desta sexta-feira e suas determinações abrangem todos os níveis da área educacional.

Segundo a assessoria, a paralisação das atividades presenciais de ensino é uma das medidas adotadas pelo município como forma de combate ao contágio do novo coronavírus (Covid-19). Na Capital, as aulas estão suspensas desde o mês de abril e a previsão era retornar, gradualmente, a partir da próxima segunda-feira (18), levando em consideração o avanço dos casos de Covid-19 em território cuiabano.

A decisão foi tomada após diálogo com o Ministério Público do Estado e com o Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino de Mato Grosso (Sinepe-MT). De acordo com a Secretaria de Educação, a rede municipal atende um total de 54 mil alunos, distribuídos em 164 unidades.

Durante a paralisação, a prefeitura está ofertando aos estudantes aulas via televisão aberta e atividades pela internet, WhatsApp e mensagem de texto (SMS). O município também disponibilizou 50 pontos de internet em unidades de educação das quatro regiões e iniciou a distribuição de kits pedagógicos e de material escolar. Também é realizada, periodicamente, a entrega de kits da alimentação escolar para 18 mil alunos da rede, cadastrados no Programa Bolsa Família.

Redação Só Notícias (foto: assessoria/arquivo)