Educação Geral

Sinop: prefeita Rosana mantém suspensas aulas até dia 30 e decide entregar kit com merenda escolar para alunos de baixa renda

A prefeita Rosana Martini acaba de anunciar, em pronunciamento pela internet, que está seguindo o decreto estadual e as aulas nas escolas municipais ficam suspensas até o próximo dia 30. Pelo primeiro decreto, as aulas voltariam nesta 2ª feira (a suspensão iniciou em 16 de março). A medida estadual suspendeu aulas na rede privada e em faculdades. “Estamos seguindo as diretrizes do Ministério da Saúde para tomar essa decisão porque precisamos pensar na saúde de nossas crianças e em minimizar as chances de contágio do novo vírus. Só a rede municipal de ensino conta com mais de 17 mil estudantes entre as creches e as escolas de ensino fundamental e esses estudantes têm contato direto com suas famílias. Muitas pessoas dessas famílias estão no grupo de risco para a doença”, afirmou. A secretaria municipal de Educação está reorganizando seu planejamento e vem analisando todas as possibilidades de ações que serão implementadas.

Rosana anunciou que a merenda da rede municipal será entregue para as famílias dos alunos. Vão ser montados kits para alunos em situação de vulnerabilidade, beneficiando 1,5 mil cujas famílias estão inseridas no programa social Bolsa Família e que vão receber os produtos alimentícios sob a forma de cesta básica. Cada uma das cestas será composta por itens como achocolatado (400g), açúcar (2kg), arroz (5kg), biscoito salgado (400g), chá mate (250g), ervilha (200g), extrato tomate (350g), feijão carioca (1kg), feijão preto (1kg), fubá (1kg), macarrão conchinha (500g), macarrão espaguete (500g), macarrão parafuso (500g), milho verde (200g), óleo de soja (900ml) e sal (1kg).

A entrega começa nesta segunda-feira (6) e vai ser  forma gradativa até que os 1,2 mil kits sejam entregues. A prefeitura encaminhará às escolas lista com a relação de beneficiários dos kits de merenda. Cada uma das famílias será contatada via telefone pelo poder público municipal e, só a partir de então, a cesta de alimentos poderá ser retirada pelo responsável legal aluno beneficiado, na escola onde está devidamente matriculado até o próximo dia 9, das 7h às 11h. Deve ser apresentado Cartão do Bolsa Família.  Rosana explicou que tomou essa decisão considerando o consumo do aluno no mês, sendo contadas duas refeições por dia. Os conjuntos foram definidos por nutricionistas da Educação que acompanham a merenda escolar na rotina normal das escolas.

“Esta é uma importante medida que estamos tomando para assegurar que aquelas famílias em situação de vulnerabilidade consigam assegurar que seus filhos e filhas tenham o que comer. Sabemos que, infelizmente, há muitas crianças que têm na merenda escolar uma das fontes de alimentação. Então, é nosso dever viabilizar essa medida”, explicou Rosana Martinelli.

Ela reforçou que embora Sinop apresente 3 casos de coronavírus confirmados (até o sábado, 04 de abril), prevalece a recomendação de que, neste momento, é preciso se prevenir. “Sempre reiteramos que, quando possível, que se fique em casa. Que se adote o isolamento social. Sabemos que essa é uma decisão nada fácil, especialmente porque a vida das pessoas era totalmente diferente antes. Mas este afastamento é necessário para que, depois, possamos minimizar os riscos de contágio pelo coronavírus”, esclareceu Rosana Martinelli.

A prefeita suspendeu os atendimentos na prefeitura e secretarias, exceto serviços essenciais como da secretaria de Saúde, até o final do mês. “Os serviços internos ficam mantidos, com rodízios, escalas como estamos nos últimos dias. São serviços essenciais, sempre seguindo orientações preventivas”.

Continuam suspensos eventos, shows, bailes, competições esportivas e outros com aglomerações de pessoas. Sinop está com 3 casos confirmados da doença. 50 pessoas esperam resultados de exames.

Em instantes mais detalhes

Só Notícias (foto: reprodução)