Educação

Mato Grosso tem mais de 1,8 mil oportunidades de estágio

Está aberta a temporada de estágios em Mato Grosso. Até março, a previsão é que cerca de 1,8 mil vagas sejam disponibilizadas para diversas áreas de atuação, para estudantes do ensino médio e superior. O Centro de Integração Empresa-Escola (Ciee) prevê a oferta de 1,7 mil vagas no período, com a troca de estagiários que estão atuando em empresas conveniadas à instituição. Já o Instituto Euvaldo Lodi (IEL) tem aproximadamente 100 vagas abertas no Estado atualmente. A maior parte delas é para jovens que estão cursando o ensino superior.

O supervisor do Ciee em Mato Grosso, Emerson Redez, afirmou que no início do ano surgem mais vagas, já que muitos estagiários estão se desligando das empresas, seja por estarem se formando ou porque venceu o período de contrato, que é de até 2 anos. “E temos vagas para todos os níveis de formação, mas a maioria, cerca de 60%, é do ensino superior, das mais diversas áreas, como administração, ciências contábeis, direito, pedagogia e tecnologia da informação, entre várias outras”.

Do total de vagas ofertadas pelo Ciee, a metade é para região de Cuiabá. Apesar do volume maior que existe neste período, o percentual de vagas é inferior à demanda. Atualmente, a instituição conta com uma lista de espera com 35 mil jovens à procura de estágio.

No IEL, atualmente são 100 vagas abertas. No ano passado, 2.476 mil novos estudantes foram inseridos em estágio pela instituição. A unidade também ampliou seu leque de empresas, com adesão de 313 novas. Os cursos de Administração, Ciências Contábeis, Pedagogia e Educação Física são os que possuem maior oferta.

Mauro Santos, superintendente do IEL, acredita que este ano a instituição tenha crescimento de 30% na oferta de vagas de estágio. “Pesquisas indicam que os empresários da Indústria e de outros setores estão mais confiantes sobre o crescimento do mercado este ano. E isso vai impactar na disposição de investir e contratar mais funcionários efetivos e estagiários. É importante porque o estágio abre a 1ª porta para o mercado de trabalho para o estudante, trazendo essa experiência ao jovem e agregando conhecimento, porque vê na prática o que está vendo na teoria nas aulas”.

A Gazeta