Educação

IFMT abre 514 vagas de auxílios de inclusão digital e apoio pedagógico em Mato Grosso

O Instituto Federal de Mato Grosso, campus Cáceres (219 quilômetros de Cuiabá) abriu edital de Assistência Estudantil, com a oferta de auxílios para inclusão digital com serviços de internet e de apoio pedagógico para acesso e impressões de materiais didáticos. O objetivo é assegurar condições as e aos estudantes para participar das atividades letivas não presenciais orientadas como medidas de prevenção à Covid-19. As inscrições poderão ser feitas até o dia 8 deste mês por meio de formulário online disponível no site da instituição.

São ofertadas 514 vagas, distribuídas em quatros modalidades de auxílios disponibilizados entre os meses de setembro de 2020 a fevereiro de 2021, voltadas para estudantes de todos os cursos do campus, com atendimento prioritário para discentes em situação de vulnerabilidade socioeconômica comprovada.

Entre as modalidades de auxílio emergencial são ofertadas: a distribuição de Cartão Sim “Chip” mediante a contratação de serviços de Telefonia Móvel com Acesso à Internet de 60 gigabytes/mês; Auxílio Financeiro para Acesso à Internet no valor de R$ 150/mês;  Auxílio Financeiro de Apoio Pedagógico para Impressão de Materiais no valor de R$ 150/mês;  Distribuição de Materiais Impressos para Apoio Pedagógico.

Para estudantes que concorrerem nas modalidades de Auxílio Financeiro para Acesso à Internet e Auxílio Financeiro de Apoio Pedagógico para Impressão de Materiais é necessário, no ato da inscrição, indicar corretamente os dados de conta bancária em seu nome.

A seleção atenderá critérios socioeconômicos como renda bruta familiar per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio. A comprovação de vulnerabilidade será observada pela Comissão Local Permanente de Assistência Estudantil, a partir de dados de ingresso pelo SISU por Ações Afirmativas, em Cotas de Renda; do diagnóstico feito pelo campus sobre a situação de vulnerabilidade das e dos estudantes; do  cadastro em Programas Sociais de Transferência de Renda do Governo com Número de Identificação Social Ativo (NIS); e também por meio de autodeclaração do estudante  via formulário eletrônico de renda bruta familiar per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio.

No caso do Auxílio Financeiro para Acesso à Internet é necessária a prestação de contas do serviço. O processo é simples, basta à comprovação do pagamento do serviço referente a todos os meses de setembro de 2020 a fevereiro de 2021, seja por meio de notas fiscais, recibos, boletos, cupons fiscais ou contratos de prestação de serviços. Os comprovantes devem ser em nome da ou do estudante ou de seus responsáveis legais, incluindo pai, mãe ou irmãs e irmãos.

A entrega da documentação de prestação de contas do Auxílio Financeiro para Acesso à Internet deverá ser feita no prazo de até 15 dias após a retomada das atividades presenciais no campus no prédio da Coordenação Geral de Ensino (CGE) ou na Coordenação Geral de Atendimento ao Estudante (CGAE), das 8 às 12 horas, ou no Setor de Serviço Social, das 14 às 21 horas.

Redação Só Notícias (foto: assessoria/arquivo)