Educação

Escola estadual no Médio Norte terá 5 novas salas e ampliação de 270 vagas

A escola Estadual Bromildo Lawisch, localizada em Itanhangá (403 quilômetros ao  Médio Norte de Cuiabá) ganhará até o final do próximo mês , cinco novas salas de aulas, ampliando a oferta em mais de 270 vagas no período diurno. A reforma é um convênio entre o Governo do Estado, que entrou com R$ 500 mil, e a prefeitura de Itanhangá, que entrou com a contrapartida de R$ 58 mil.

As salas estão prontas para receber pintura e forro sendo que o piso já está colocado. Em seguida, serão instaladas as janelas. Com o novo bloco com cinco salas amplas – de 64m2 cada -, a Seduc deixa de alugar duas salas localizadas a cerca de 100 metros da sede da unidade escolar obrigando alunos, professores e equipe gestora a se deslocar diariamente nesse trecho.

“As novas salas vão acabar com o transtorno e perigo dos alunos saindo da escola e se deslocando para as salas alugadas. Além disso, teremos disponibilidade maior de turmas no período matutino que é período de maior procura para estudar. Com as novas salas, a escola estará preparada para atender a demanda que vem crescendo na rede municipal e que logo serão alunos da rede estadual”, afirmou o assessor pedagógico Rafael.

Para diretora Justina Inês Anselmini, a escola está ficando de cara nova e mais agradável, pois as novas salas são maiores do que as tradicionais de 48m2, atendendo um pedido da comunidade porque o número de alunos que cursam as séries finais do ensino fundamental aumenta a cada ano. “Faz muitos e muitos anos que a gente tinha pedido essa ampliação devido a uma demanda maior de alunos. Tanto que a escola funciona com duas salas alugadas e a gente inclusive estava com duas salas alugadas fora da escola. Com isso, os alunos tinham que fazer uma caminhada para chegar nessas salas de aula.

A diretora lembrou que as salas alugadas são um espaço apertado e, com as novas salas, o ambiente muda, refletindo no astral dos alunos. Em seu entendimento, um espaço físico adequado ajuda no ensino aprendizagem. Para chegar ao bloco com as novas salas, haverá uma passarela. Justina acredita que, caso as aulas presencias iniciam no final do ano, a escola estará pronta para receber os estudantes.

Redação Só Notícias (foto: assessoria/arquivo)