Educação

Número de universitários em Sinop aumenta e câmpus da UFMT se torna o 3º maior da instituição

O câmpus da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) em Sinop registrou crescimento no número de alunos matriculados, no último ano. De acordo com o relatório de gestão apresentado ao Tribunal de Contas da União (TCU), houve aumento de 9,9%, em relação a 2017, no alunado de graduações presenciais e, com isso, Sinop se tornou o terceiro maior câmpus neste quesito, ultrapassando o do Araguaia, que registrou decréscimo de 10,7%.

Também houve crescimento no número de alunos em 2018 nos câmpus de Rondonópolis (0,5%) e Várzea Grande (16,7%). Cuiabá, por outro lado, registrou queda de 2,1%. De maneira geral, decresceu 0,7% o total de alunos de graduações presenciais da UFMT, nos cinco câmpus do Estado.

Ainda conforme o relatório, Várzea Grande, que tem o menor número de alunos, ostenta a melhor taxa de incremento numérico de acadêmicos (16,7%). Já Araguaia e Sinop ostentam as maiores taxa de oscilação de um ano a outro: Araguaia, ao decrescer 10,7%, reverteu o crescimento de 13% apresentado de 2016 para 2017. “Antagonicamente, Sinop, ao crescer 9,9% reverteu a queda de 7,4% apresentada nesse biênio”.

Em números consolidados, Cuiabá fechou 2018 com 10,5 mil estudantes, respondendo por 53% de todos os alunos da instituição. Rondonópolis tem 3,7 mil alunos (18,8% do total), seguido por Sinop, com 2,5 mil (12,6%), Araguaia, com 2,2 mil (11,3%) e Várzea Grande, com 796 (4%).

Só Notícias/Herbert de Souza (foto: Só Notícias/arquivo)