Educação

Aulas presenciais serão retomadas 2ª feira na rede municipal em Lucas do Rio Verde; creches suspensas

A partir da próxima segunda-feira, as 16 unidades municipais que ofertam educação infantil-pré-escola e fundamental no perímetro urbano e duas na zona rural, retornaram a ter aulas presenciais, em Lucas do Rio Verde. Ainda não há uma projeção de quantos alunos devem voltar às salas de aula, já que a retomada não é obrigatória e o ensino remoto continuará sendo ofertado.

“É uma meta, desejo de todas as escolas, estarmos com as crianças nas salas, e assim foi decidido. A partir do dia 19, de forma gradativa e escalonada, as unidades da rede municipal que atendem crianças a partir de 4 anos, estão se organizando para abrir as portas”, destacou a secretária municipal de Educação, Elaine Lovatel.

Ainda de acordo com a responsável pela pasta, é importante que os pais continuem atentos aos recados nos grupos de WhatsApp. “É através de lá que os pais saberão que dia é a aula presencial para a turma do filho, e observem que esses recados precisam ser postados pela equipe gestora, coordenador, diretor ou professor”, pontuou.

Já as crianças que apresentam alguma comorbidade, também contarão com opção de ensino on-line, bem como aquelas que por opção os pais não querem que retornem presencial. “Basta procurar a escola que os filhos continuarão tendo atendimento remoto”. “As escolas já estão preparadas. O nosso objetivo é que esse retorno não tenha retrocesso, para que a gente continue cada vez mais voltando ao normal”, pontuou.

Apesar da retomada para educação infantil “as creches não vamos estar retornando nesse momento, porque os números (de alunos) são mais elevados e o cuidado também é diferente”, acrescentou Lovatel.

Por fim, a secretaria completou reforçando os cuidados. “Vamos retornar com as aulas, mas continuamos nos cuidando. Os pais não poderão entrar nas escolas, as crianças ficam no portão para aferir a temperatura, tem que estar usando máscara e é muito importante que leve outra para trocar, além levar a garrafa de água, porque não vão poder usar os bebedouros”, completou.

Só Notícias/Luan Cordeiro (foto: assessoria/arquivo)