Economia

Sinop é 2º maior gerador de empregos em 11 meses e Sorriso o 4º

A Federação das Associações Comerciais e Empresariais de Mato Grosso divulgou balanço da geração de empregos com carteiras assinadas, de janeiro a novembro do ano passado, no Estado, com base nos registros feitos pelo Ministério do Trabalho. Os dados de dezembro saem nos próximos dias. Foram 36.320 funcionários contratados a mais. A federação aponta crescimento de 41% em relação a 2017. Cuiabá gerou 4.677 empregos a mais, Sinop 2.733, Rondonópolis 2.404 e Sorriso 2.291.

O comércio e serviços, juntos, geraram quase a metade dos postos de trabalho. O setor de serviços empregos 9.821 funcionários  mais, 27% do total, enquanto o comércio 22%, com saldo de 7.938 vagas. “Isso vai fazer com que a economia renda mais, que o comércio funcione melhor, porque uma coisa gera a outra. Se essas pessoas estão sendo empregadas, estão gerando renda e consumo. É muito importante retomar esse crescimento para o estado de Mato Grosso como um todo”, analisou, através da assessoria, o presidente da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado de Mato Grosso (Facmat) e da Associação Comercial e Empresarial de Cuiabá, Jonas Alves, considerando que é sinal de “recuperação das empresas”.

“Nós precisamos que Mato Grosso como um todo se desenvolva, que aumente a arrecadação, e que o estado consiga fazer mais investimentos em infraestrutura e em melhora das condições do ambiente de negócio. E nós, as Associações Comerciais e Empresariais, estamos trabalhando e buscando esse desenvolvimento para fazer com que as nossas empresas cresçam e que esse ambiente de negócios melhore”, concluiu Jonas Alves.

 

Só Notícias