Economia

Sinop demite 50 funcionários a mais e comércio lidera

A maior cidade do Nortão também sentiu a forte pressão da pandemia do novo Coronavírus e voltou a mandar mais trabalhadores embora, no mês de maio. Foram 55 a mais, resultado de 293 desligamentos e 148 constatações, segundo balanço da secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, divulgado ontem à tarde.

O comércio foi o setor que mais dispensou. Foram 119 vagas a mais a mais, saldo de 655 demitidos e 536 contratados. A  indústria fechou 67 vagas a mais, resultado de 305 dispensas e 238 admissões.

Na sequência, aparece o setor de serviços com 66 vagas fechadas a mais, saldo de 525 demissões e 459 contratações. A construção civil mandou 55 trabalhadores embora, diferença de 239 admitidos e 148 dispensados.

Por outro lado, a agropecuária foi o único setor que gerou mais vagas no mês passado. Foram 30 contratados a mais, resultado de 66 admissões e 28 desligamentos.

Conforme Só Notícias já informou, o Estado de Mato Grosso encerrou 892 vagas a mais de empregos com carteiras assinadas no mês de maio. Foram 22.123 desligamentos e 21.231 contratações.

Só Notícias/Cleber Romero (Foto: Maurício Vitorino/arquivo)