Economia

Sinop: Cise aponta que gasto médio de cada universitário na economia local é R$ 1,3 mil

Sinop é um dos maiores polos educacionais de Mato Grosso. Com a presença da UFMT, Unemat e várias instituições particulares, a cidade já conta com cerca de 14,5 mil universitários – boa parte veio de diversos municípios – e uma pesquisa do Centro de Informações Socioeconômicas (Cise) da Unemat, aponta o gasto médio de cada universitário é de aproximadamente R$ 1,3 mil mensais. “Esse público universitário ajudou expandir em Sinop os segmentos de serviço, com três setores principais, que são construção civil (locação), alimentação, e entretenimento. Esses foram os mais potencializados”, explicou o coordenador da pesquisa, economista Feliciano Azuaga.

De acordo com o coordenador, na contramão da expansão, há também impactos negativos do grande público universitário. “Primeiro inflaciona alguns mercados, como o de alugueis por exemplo. Outro ponto são os gastos do município na questão da saúde. Muitos desses universitários não contam como moradores de Sinop já que a renda deles muitas vezes não são geradas aqui, como no caso dos que só estudam e não trabalham. Com isso, a cidade não recebe a receita desse habitante real, que tecnicamente não é daqui, mas ao mesmo tempo o município paga com os custos desse morador. Isso reflete diretamente nos montantes da saúde”, ressaltou.

Outro dado aponta que o público universitário corresponde a mais de 10% da população total de Sinop, estimada, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 142.996 pessoas.

O número de universitários ainda deve aumentar no próximo ano, pois conforme Só Notícias já informou, 5.829 pessoas se inscreveram para fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que teve sua primeira etapa realizada ontem.

 

Só Notícias