Economia

Sindusmad se reúne hoje e pode tomar decisões importantes para o setor madeireiro

O Sindusmad – Sindicato das Indústrias Madeireiras do Norte do Estado de Mato Grosso vai reunir associados hoje à noite, à partir das 19:00h, na CDL (Câmara dos Dirigentes Lojistas). Na pauta está uma explanação dos resultados da audiência pública com o Interventor do Ibama, na última segunda-feira.

Segundo o presidente do Sindusmad, Jaldes Langer, a reunião servirá também para algumas tomada de decisões e outros assuntos de interesse da classe. Ele não quis especificar quais serão essas decisões. Na última reunião do sindicato, no dia 16, foi colocada a a possibilidade de ser ajuizado mandado de segurança para obrigar o Ibama a fornecer as ATPFs – guias usadas para o transporte de madeira bruta, beneficiada e para exportação.

Mas ele descarta a idéia de realizar alguma manifestação, como foi feito em Juína e como vem sendo articulado por alguns empresários do município de Vera (80 Km de Sinop). “Não estamos sabendo sobre essa manifestação. Por enquanto, vamos aguardar o desenrolar dos trabalhos do Ibama”, afirmou.

“Uma vara só pode vergar e quebrar, mas um feixe delas não verga e nem quebra. Una-se com sua entidade de classe para assegurar seus direitos”, enfatiza o comunicado do Sindusmad aos associados.

“Estamos estudando qual o melhor caminho. Tem indústrias preocupadas porque precisam cumprir contratos com fornecedores no mercado interno e externo e não têm documentos para transportar madeira”, explicou. Em Sinop, as madeireiras geram cerca de 9.500 empregos diretos. As demissões já começam a se tornar preocupantes em todos os municípios do Norte de Mato Grosso.