Economia

Mato Grosso tem novo resultado positivo e gera mais de 2 mil novos empregos

As empresas e indústrias em Mato Grosso geraram mais empregos pelo segundo mês consecutivo. O balanço que foi divulgado, há pouco, aponta que em maio, foram abertas 2.064 novas vagas com carteiras assinadas, saldo de 31.985 admissões e 29.921 demissões. O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho constatou que o setor com melhor desempenho foi o de construção civil, que admitiu 3.264 trabalhadores, dispensou 2.518, e terminou o mês com 746 novas vagas geradas. O comércio, por outro lado, contratou 9.182 pessoas e mandou embora 8.600, fechando maio com 582 novos postos de trabalho.

Na indústria de transformação foram 4.045 contratações e 3.758 desligamentos, resultando em 287 novas vagas formais. O setor agropecuário formalizou 6.521 contratos trabalhistas e rescindiu 6.327, abrindo 194 empregos a mais. No setor de serviços o saldo foi de 154 vagas a mais, resultado de 8.626 admissões e 8.427 demissões.

O setor extrativista mineral também registrou saldo positivo. Foram 202 formalizações e 71 dispensas, resultando em 131 novos postos de trabalho. Apesar do resultado mais modesto, o setor de administração pública também admitiu mais trabalhadores. Na área foram firmados 8 contratos e rescindidos 7, gerando 1 vaga a mais.

O único setor a demitir mais funcionários foi o de serviços industriais de utilidade pública. Foram 137 admissões e 168 rescisões, fechando, desta forma, 31 postos de trabalho.

Com o resultado positivo de maio, Mato Grosso chega a 16.714 novas vagas de emprego geradas em 2018. O saldo é referente a 167,6 mil contratações e 150,9 mil demissões. Só Notícias apurou ainda que, nos últimos 12 meses, foram abertos mais de 20 mil novos postos de trabalho no Estado, resultado de 376,1 mil formalizações e 356,1 mil rescisões.