Economia

Mato Grosso gera mais de 1,7 mil vagas de empregos; 2º mês seguido com saldo positivo

Mato Grosso teve novo saldo positivo na geração de empregos. No mês passado, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgadas, há pouco, pela Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, as empresas e indústrias de todos os segmentos comerciais geraram 1.755 vagas a mais, resultado de 33.046 trabalhadores contratados e 31.291 demitidos. Em abril, o resultado também foi positivo ao abrir 2.106 vagas a mais.

Só Notícias constatou ainda que em maio, o comércio liderou na geração de empregos. Foram abertas 472 vaga a mais, resultado de 9.675 contratações e 9.203 demissões. O segundo melhor resultado ocorreu na indústria de transformação ao abrir 465 vagas a mais, saldo de 4.315 contratos formalizados e 3.850 finalizados.

Na sequência, aparece a construção civil, que gerou 387 vagas a mais, resultado de 3.325 trabalhadores contratados e 2.938 mandado embora. O setor de serviços também teve bom desempenho ao abrir 376 vaga a mais, resultado de 9.250 contratações e 8.874 demissões.

O extrativismo mineral gerou 58 postos de trabalho a mais, resultado de 163 contrações e 105 demissões. Os serviços industriais de utilidade pública abriram 8 vagas a mais.

Por outro lado, foram fechadas 10 vagas a mais no setor da agropecuária. Foram 6.114 demissões e 6.104 contrações. Já a administração pública demitiu uma pessoa.

Ainda de acordo com o Caged, com esse resultado, Mato Grosso gerou, em 12 meses, 21.597 empregos formais, resultado de 395.345 admissões e 373.748 demissões. De janeiro a maio, foram criadas 13.105 vagas a mais, saldo de 174.225 contratos formalizados e 161.120 encerrados.

(Atualizada às 17h24)

Só Notícias/Cleber Romero (foto: Lenine Martins/arquivo)