Economia

Lucas: donos de restaurantes, lanchonetes e bares fazem manifesto para retomar atividades

Comerciantes do segmento de restaurantes, bares e lanchonetes, fizeram, ontem à tarde, um manifesto pacífico em frente à prefeitura pedindo a flexibilização das restrições do decreto que proíbe venda de bebidas alcoólicas para evitar aglomerações. Os atendimentos podem ser feitos por sistema delivery (entrega em casa). A proibição da venda de bebidas alcoólicas, incluindo em supermercados e mercearias começou na última segunda-feira (13) e vai até o próximo dia 26.

“O fechamento do comércio não pode ser parcial. Se for fechar, fecha tudo e não só a gente. Caso contrário vai quebrar a classe toda”, expôs o empresário Flavio do Amaral, dono de um restaurante. “Entre horário (limitação de funcionamento), proibições e decreto em cima de decreto é só lanchonete, restaurantes e bares que estão pagando a conta”, acrescentou.

A prefeitura avalia os novos boletins de aumento de contágio da doença e pode flexibilizar algumas restrições a partir da próxima semana. Lucas estava, semana passada, com risco “muito alto” da doença e caiu para taxa “alta”.

Está em vigor o toque de recolher proibindo a permanência e circulação de pessoas das 21h às 5h, com exceção de deslocamento justificado para acesso aos serviços essenciais ou estabelecimentos com regime de horário especial.

Só Notícias/Altair Anderli, de Lucas do Rio Verde (fotos: Só Notícias)