Economia

Lucas do Rio Verde gera 73 empregos a mais e indústria tem melhor resultado

As empresas e indústrias em Lucas do Rio Verde geraram 73 novas vagas de empregos a mais com carteiras assinadas, em agosto. O último balanço do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia revela que foram 1.216 admissões e 1.143 demissões.

A indústria teve o melhor resultado da economia luverdense. Foram abertas 42 novas vagas a mais, saldo de 320 contratações e 278 desligamentos. No comércio, foram gerados 36 novos postos de trabalho, diferença entre 337 admissões e 301 demissões.

O setor de serviços terminou agosto gerando 28 empregos a mais. Foram registradas 266 formalizações de contratos e 238 rescisões. Já a construção civil encerrou agosto com 24 novos postos de trabalho, ao contratar 209 trabalhadores e demitir 185.

Apenas um setor da economia luverdense, o agropecuário, terminou o mês demitindo mais do que contratando. Em agosto, esse segmento fechou 57 vagas de trabalho, ao formalizou 84 contratos e rescindir 141.

Só Notícias apurou ainda que agosto foi o terceiro mês com resultados positivos na geração de empregos em Lucas. De janeiro a agosto, a economia de Lucas registra a criação de 329 novas vagas com carteiras assinadas, com 9.382 admissões e 9.053 desligamentos.

O melhor resultado, até agora, é do setor de serviços, que já abriu 398 novos postos de trabalho. Já o setor de construção civil tem o pior saldo, com 612 vagas a menos.

O número de novos empregos, mês passado em Sinop, 385, foi o maior no Nortão . Sorriso empregou 160 pessoas a mais.

Só Notícias/Herbert de Souza (foto: assessoria/arquivo)