sexta-feira, 21/junho/2024
PUBLICIDADE

Lojas de Cuiabá contabilizam alta de 17% nas vendas para dia dos pais

PUBLICIDADE

Datas comemorativas invariavelmente elevam as vendas. Para este mês, quando é celebrado o Dia dos Pais, neste domingo, a expectativa dos lojistas de Cuiabá é de crescimento de 5%. Mas há estabelecimentos que projetam incremento maior, de até 8%. Na antevéspera da data houve acréscimo de até 17% em algumas lojas.

Para o varejo, o Dia dos Pais não chega a ser tão expressivo como Natal e Dia das Mães, constata a Associação Comercial e Empresarial de Cuiabá (ACC). Mas, na rede de 14 lojas comandada pelo gerente geral Gilson Siqueira, há 3 anos a aquisição de presentes para os pais garante resultados acima do Dia das Mães. “Acho que porque as mães estão sendo presenteadas mais com viagens e jantares”, pondera avaliando que o conceito de presente para as mães mudou. “Para os pais, quem compra os presentes são as mulheres e elas podem fazer isso porque foram para o mercado de trabalho”.

Nas lojas há produtos a preços variados, que começam em R$ 10 e podem chegar a R$ 600. O mix inclui calçados, acessórios, confecções, relógios e perfumaria e que estão entre os itens mais procurados. Conforme Siqueira, na rede varejista que gerencia o resultado das vendas em 2016 surpreendeu positivamente. “O friozinho naquela época ajudou, mas na última quinta-feira (10) registramos aumento de 17% nas vendas sobre igual data do ano passado”.

“A expectativa de aumento nas vendas é porque percebemos que já há um processo de regeneração das condições de consumo”, afirma o presidente da ACC e da Federação das Associações Comerciais e Empresariais de Mato Grosso (Facmat), Jonas Alves. Ele alerta, contudo, que isso não significa que as vendas vão crescer no ritmo de anos anteriores, mas os indicadores recentes são positivos. Entre eles está a retomada da geração de emprego no Estado, sendo que em julho foram abertas 8,085 mil novas vagas formais.

Além disso, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumulado em 12 meses, de 2,7%, é a inflação mais baixa desde 1999. “Com uma inflação baixa abre-se espaço para que a taxa de juros continue caindo”, comenta o presidente da ACC. Pelo 8º mês seguido, as taxas de juros reduziram. “Os dados contribuem de forma favorável nas intenções de compra para o Dia dos Pais”.

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

Nova Mutum define nova área para pesquisas no agro

A prefeitura outorgará a concessão de terreno público (arrendamento)...

Vendas no comércio varejista em Mato Grosso voltam a aumentar

As vendas no comércio varejista em Mato Grosso tiveram...

Empresas em Diamantino contratam 560 profissionais e em são Nova Mutum 176

Em Diamantino, empresas e indústrias ofertam 560 vagas de...
PUBLICIDADE